Document details

Cartografia e estrutura da região Este do anticlinal de Cribas: implicações para a génese de hidrocarbonetos

Author(s): Ferreira, Valente

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10174/17418

Origin: Repositório Científico da Universidade de Évora

Subject(s): Estrutura geológica; Anticlinal de Cribas; Génese de hidrocarbonetos; Geological structure; Cribas anticline; Hydrocarbons genesis


Description

Na região Este de Cribas foram cartografadas diversas formações geológicas: Formação de Atahoc do Pérmico Inferior, Formação de Cribas do Pérmico Superior, Formação de Aituto do Triásico, a Formação de Ainaro com uma idade de Pós-pliocénico e os Aluviões Recentes. Todas estas formações são de fácies sedimentares que compostas essencialmente por sedimentos clásticos e materiais carbonatados. A Formação de Ainaro é composta por calhaus de diversas formas, havendo o predomínio de calhaus do Complexo de Lolotoi no seio de uma matriz argilosa. As formações de Atahoc e de Cribas encontram-se separadas por uma escoada de basalto intercalado em margas vermelhas e calcários margosos. Do ponto de vista estrutural é de realçar a existência de duas fases de deformação. A D1 que é responsável pela generalidade dos dobramentos da região dos quais se destaca o anticlinal de Cribas; trata-se de uma dobra aberta com eixo sub-horizontal orientado E-W e flancos inclinando cerca de 25º. As principais estruturas D2 são grandes desligamentos N-S com uma cinemática esquerda e as dobras menores associadas. Ao longo da ribeira de Hacraun, é possível evidenciar que, enquanto a D1 apresenta dobras com planos axiais sub-verticais, os planos axiais da D2 tendem a ser sub-horizontais. No que diz respeito às principais falhas D2 N-S, é de destacar a que existe ao longo da ribeira de Sumasse (a Oeste da zona estudada) e as da ribeira de Hacraun (falhas de Hacraun N e de Hacraun S). Como é típico dos ambientes estruturais em que predominam os desligamentos, desenvolvem-se uma série de estruturas de acomodação D2 de que se destacam um cavalgamento E-W afectando o núcleo do anticlinal e vergente para sul, e o cavalgamento NE-SW de Tuqueti que leva a Formação de Cribas a cavalgar a Formação de Aituto. Estas estruturas condicionam a ocorrência de um escoamento de petróleo no bordo E da ribeira de Tuqueti. Análises geoquímicas de algumas amostras dos argilitos da Formação de Cribas mostram que a percentagem do Carbono Orgânico Total (COT) é de 0,71%, o que significa que esta rocha provavelmente pode ter sido uma rocha mãe ou geradora de hidrocarbonetos. Os argilitos estudados das formações de Atahoc e de Aituto apresentam valores de COT inferiores a 0,71%; ABSTRACT:Several geological formations were mapped in eastern Cribas: the Lower Permian Atahoc Formation, the Upper Permian Cribas Formation, the Triassic Aituto Formation, the Postpliocene Ainaro Formation and the Recent Alluvial Deposits. All these formations are composed of sedimentary rocks where the clastics and carbonates sediments predominate. The Ainaro Formation is a coarse conglomerate, mainly of Lolotoi Complex pebbles in an argillaceous matrix. The Atahoc and Cribas formations are separated by a basalt sill associated with red marls and marly limestones. Regarding the structure there are two phases of deformation in eastern Cribas. The D1 induced the generalized folding of the region, including the major Cribas anticline; it is an open fold with an E-W sub-horizontal axis and limbs dipping 25º. The most important D2 structures are major N-S sinistral strike-slip faults and coeval minor folds. In the Hacraun river it is possible to emphasize that, while the D1 folds have sub-vertical axial planes, the D2 ones are mainly subhorizontal. Concerning the main D2 N-S faults, it should be emphasized the one developing along the Sumasse River (at West of the studied region) and the ones developing at the Hacraun river (the N Hacraun fault and the S Hacraun fault). As it is usual in the structural environments where the strike-slip predominates, there is a diversity of D2 accommodation structures; it must be emphasized a south vergence E-W thrust affecting the core of the Cribas anticline and the NE-SW Tuqueti one which induced the thrusting of the Aituto formation by the Cribas formation. These structures induced oil seeps in the eastern side of the Tuqueti river. Geochemical analyses of some samples of Cribas Formation shales show 0.71% of Total Organic Carbon (TOC), which means that this rock will probably be a source rock for hydrocarbons. The studied shales of the Atahoc and Aituto Formations show TOC values below 0.71%.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Nogueira, Pedro; Dias, Rui
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents