Document details

Um contributo para o ensino da natureza da ciência

Author(s): Santos, Ana Paula Leitão

Date: 2014

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10437/6327

Origin: ReCiL - Repositório Científico Lusófona

Subject(s): MESTRADO EM ENSINO DA BIOLOGIA E DA GEOLOGIA DO 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO E NO ENSINO SECUNDÁRIO; EDUCAÇÃO CIENTÍFICA; SCIENTIFIC EDUCATION; PRÁTICAS PEDAGÓGICAS; PEDAGOGICAL PRACTICES


Description

As políticas educativas têm sido unânimes em enfatizar a importância de uma educação em ciências de excelência como forma de promover a literacia científica dos cidadãos sendo este um fator considerado crucial para aumentar a competitividade e produtividade de um país. Apesar de todos os esforços em investir no ensino de ciências, tem sido amplamente referenciado a existência de um progressivo desinteresse e afastamento dos jovens pela ciência presumivelmente associado à forma de ensinar ciência. Como mudar então a forma de ensinar ciência? É a questão abordada neste trabalho. O ensino da divisão celular no contexto de uma turma do ensino secundário é explorado através de estratégias ativas de aprendizagem baseadas em ferramentas que os cientistas utilizam no processo de construção do conhecimento científico, estimulando desta forma uma maior aproximação dos estudantes à essência da natureza da ciência. Para despoletar diferentes fases de um processo investigativo foi utilizado um problema real relacionado com o efeito das alterações climáticas na produtividade do arroz. A análise parcial de artigos científicos bem como a elaboração e apresentação oral de posters científicos constituiram práticas pedagógicas implementadas na sala de aula com impactos positivos na compreensão de conceitos científicos e na comunicação de ciência. O papel das interações entre cientistas e professores ou mesmo da possível integração de doutorados no ensino de ciências, nos níveis básicos e secundário, é também discutido como uma forma de estabelecer conexões entre a escola e as instituições onde o conhecimento científico é produzido procurando estabelecer uma perceção mais real de como funciona a ciência no seio da comunidade escolar.

The educational policies have been unanimous in emphasizing the importance of having better science education as a way to promote scientific literacy of citizens, and this has been considered a crucial factor to increase the competitiveness and productivity of a country. Despite all the efforts to invest on science teaching, it has been widely reported the existence of a progressive disaffection and alienation of young people for science presumably associated with the way science is taught. How to change the way of teaching science? It is the question addressed in this work. Teaching cell division in the context of a class of secondary school is explored through active learning strategies based on tools that scientists use along the process of knowledge creation thereby stimulating greater alignment of high school students with an understanding the nature of science. In order to trigger different phases of a research process, a real problem context related to ongoing climate changes effects on rice productivity was used in this work. The partial analysis of scientific articles as well as designing and presenting scientific "posters" were practices implemented in the classroom with clear positive impacts on understanding scientific contents and science communication skills. The role of teachers/scientists interactions or even the integration of PhDs into science teaching is discussed as a way to make connections between the school and the institutions where scientific knowledge is produced aiming to create a more real perception of how science works within the school community.

Orientação : Maria Elvira Callapez

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Callapez, Maria Elvira, orient.
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents