Document details

Análise das caraterísticas psicométricas da Escala de Impulsividade UPPS-P na população portuguesa mediante o Modelo de Rasch

Author(s): Leandro, André Justino

Date: 2015

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10437/6432

Origin: ReCiL - Repositório Científico Lusófona

Subject(s): MESTRADO EM NEUROPSICOLOGIA APLICADA; PSICOLOGIA; PSICOMETRIA; IMPULSIVIDADE; UPPS-P; MODELO RASCH; POPULAÇÃO PORTUGUESA; PSYCHOLOGY; PSYCHOMETRICS; IMPULSIVITY; RASCH MODEL; PORTUGUESE POPULATION


Description

Orientação: Paulo Jorge Ferreira Lopes ; co-orientação: Jorge Alexandre Gaspar Oliveira

O trabalho tem por finalidade realizar uma análise das caraterísticas psicométricas da escala de impulsividade UPPS-P, na População Portuguesa, através do Modelo de Rasch. A amostra é constituída por 3131 pessoas, de ambos os sexos (55,6% homens e 44,4% mulheres) com uma média de idades de 43 anos (DP=12,3). Os resultados revelam que o sistema original de quatro categorias de resposta da UPPS-P não funciona corretamente, quer na escala total, quer nas restantes dimensões. Por outro lado, observou-se que duas linhas orientadoras de Linacre não foram superadas com sucesso, nomeadamente a nível da coerência entre categorias e medidas e, entre medidas e categorias, que se revela muito fraca entre algumas delas, bem como no intervalo mínimo entre os passos de transição, que não se supera. Estes resultados encontrados fragilizam a escala e degradam a medida, pelo que se procurou uma agregação de categorias de resposta, de forma a suprimir estas fragilidades encontradas. Assim, uma solução adequada obteve-se através da agregação de duas categorias de reposta da escala UPPS-P. Após a reanálise, os resultados demonstraram que todas as linhas orientadoras de Linacre foram superadas com sucesso e que, possibilitam uma escala de avaliação da impulsividade com melhores caraterísticas psicométricas, mais útil e eficaz.

The study aims to conduct an analysis of the psychometric characteristics of the scale of impulsivity UPPS-P, in the Portuguese population through the Rasch model. The sample consists of 3131 people, of both sexes (55.6% men and 44.4% women) with a mean age of 43 years (SD = 12.3). The results show that the original system of four answer categories of UPPS-P does not work properly, either in full scale, or in other dimensions. Moreover, it was observed that two Linacre lines were not successfully overcome, particularly in terms of consistency and measurements between and among categories and measurements, which is very low among some of them, as well as a minimum interval between transition steps, which is not overcome. These findings undermine the scale and degrade the measure, so it sought an aggregate response categories, in order to tackle these weaknesses found. Thus, a suitable solution was obtained by aggregating two categories of responses from the UPPS-P scale. After the review, the results showed that all guidelines of Linacre were successfully overcome and that enable a range of assessment of impulsivity with better psychometric characteristics, more useful and effective.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Lopes, Paulo Jorge Ferreira, orient.
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents