Document details

Vinculação e orientação com a vida nos estudantes do ensino superior de Leiria

Author(s): Fernandes, Rosa Maria da Costa Taborda

Date: 2015

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10437/7129

Origin: ReCiL - Repositório Científico Lusófona

Subject(s): MESTRADO EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE; PSICOLOGIA; ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS; VINCULAÇÃO; SATISFAÇÃO COM A VIDA; OTIMISMO; PESSIMISMO; ESTUDOS DE CASO; TESTES PSICOLÓGICOS; EVA; SWLS (ESCALA...); ELOT (TESTE...); PORTUGAL; LEIRIA; PSYCHOLOGY; COLLEGE STUDENTS; ATTACHMENT; LIFE SATISFACTION; OPTIMISM; PESSIMISM; CASE STUDIES; PORTUGAL; LEIRIA; PSYCHOLOGICAL TESTS


Description

O presente trabalho fundamentou-se na Teoria da Vinculação (Bowlby, 1982), no que concerne ao processo de vinculação adulta, e sua relação com o otimismo e o pessimismo, tendo em conta que o otimismo e o pessimismo influenciam o indivíduo e o seu comportamento. O objetivo do presente estudo consistiu em examinar as relações entre a vinculação o otimismo e o pessimismo numa amostra de 223 estudantes (63.7% do sexo feminino e 36.3% do sexo masculino), com idades compreendidas entre os 18 e os 51 anos. Os dados foram recolhidos através de um protocolo constituído pelas seguintes medidas de autorrelato: Escala de Vinculação do Adulto (Collins & Read, 1990; versão traduzida por Canavarro, Dias, & Lima, 2006); Escala de Satisfação com a Vida (Diener, Emmons, Larsen, & Griffin, 1985; versão traduzida por Neto, Barros, & Barros em 1990) e o Teste de Orientação Prolongada com a Vida (Chang, Maydeu-Olivares, & D’Zurilla, 1997; versão traduzida Perloiro, 2002). Verificou-se uma associação positiva entre as dimensões da vinculação conforto com a proximidade, a confiança nos outros e o otimismo, bem como a ansiedade e o pessimismo e ainda entre a satisfação com a vida e as dimensões da vinculação conforto com a proximidade e confiança nos outros e a mesma relaciona-se negativamente com a dimensão ansiedade.

This work was based on the Theory of Attachment (Bowlby, 1982), regarding the adult attachment, in relation with the optimism and pessimism, given that optimism influences the individual and his behavior. The primary goal of this study was to examine the relationships between attachment, optimism and pessimism in a sample of 223 students (63.7% female and 36.3% male), aged between 18 and 51 years old. Research data was collected using a protocol consisting of the self-report measures: Adult Attachment Scale (Collins & Read, 1990; translated version by Canavarro, Dias & Lima, 2006); Satisfaction with Life Scale (Diener, Emmons, Larsen & Griffin, 1985; translated version by Neto, Barros & Barros in 1990) and the Extended Orientation Test with Life (Chang, Maydeu-Olivares, & D'Zurilla 1997; translated version by Perloiro, 2002). There was a positive association in the size of the connection between comfort and proximity, trust in others and optimism, a positive association between anxiety and pessimism and also a positive association between life satisfaction and dimensions of the comfort connection with trust and proximity in others, and it is also negatively related to the size of anxiety.

Orientação: Américo Baptista

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Baptista, Américo, orient.
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents