Document details

Pesquisa de rodenticidas em corujas-das-torres (tyto alba)

Author(s): Marques, Joana Andreia Silva

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10437/8096

Origin: ReCiL - Repositório Científico Lusófona

Subject(s): MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA; MEDICINA VETERINÁRIA; VETERINÁRIA; AVES; RODENTICIDAS; CORUJAS; VETERINARY MEDICINE; BIRDS; RODENTICIDES; OWLS


Description

Orientação : Álvaro Lopes ; co-orientação : Ricardo Brandão

O uso de pesticidas tornou-se uma opção dominante em todo o mundo para controlar infestações de roedores. Os rodenticidas podem envenenar espécies não-alvo seja diretamente- envenenamento primário- ou indiretamente- envenenamento secundário. Os rodenticidas têm a capacidade de inibir as redutases, principalmente a epóxido redutase, prevenindo a regeneração da vitamina K (que intervém na cascata de coagulação), funcionando como antagonistas da mesma, levando a que os fatores II, VII, IX e X da cascata de coagulação não sejam produzidos pois são dependentes desta, provocando hemorragias aos animais. De outubro de 2015 a março de 2016 foram recolhidos 29 fígados (21 de Coruja-das-Torres (Tyto alba), 4 de Pato-Real (Anas platyrrynchos), 3 de Gaivota-de-Asa-Escura (Larus fuscus) e 1 de Guincho-Comum (Larus ridibundus)) e analisados para pesquisa da presença ou não de resíduos de rodenticidas. Das 21 corujas analisadas, em apenas 6 (28,57%) não foi detetado qualquer vestígio dos químicos. A taxa de resultados positivos foi de 71,43% (n=15) para a Coruja-das-Torres e de 100% (n=8) para as outras aves. O uso de medidas de controlo destas substâncias é de extrema importância para evitar o aparecimento de resistências por parte dos animais que as consomem.

The use of pesticides has become a recurrent option all around the world to control rodent outbreaks. Rodenticides may poison non-target species directly – primary poisoning – or indirectly – secondary poisoning. Rodenticides have the capacity to inhibit the reductases, mostly the epoxide reductase, preventing the vitamin K regeneration (which intervenes in the coagulation cascade). By operating as its antagonist, the rodenticides lead to factors II, VII, IX and X of the coagulation cascade not being produced because they are dependent on the previously mentioned vitamin, causing hemorrhages in the animals. From October 2015 to March 2016 29 livers were collected: 21 from Barn Owl (Tyto alba), 4 from Mallard (Anas platyrrynchos), 3 from Lesser Black-backed Gull (Larus fuscus) and 1 from Black-headed Gull (Larus ridibundus) and all were tested for the presence of second generation rodenticides (Bromadiolone, Difenacoum and Brodifenacoum). The rate of positives results was 71,43% (n=15) for the Barn Owl and 100% (n=8) for the other species. The use of control measures of these rodenticide substances is extremely important as to avoid the emergence of resistances by the animals which consume them.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Lopes, Álvaro, orient.
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents