Document details

Alterações eletrolíticas no hipoadrenocorticismo canino: estudo de 10 casos clínicos

Author(s): Rodrigues, Ana Marta Castelão

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10437/8351

Origin: ReCiL - Repositório Científico Lusófona

Subject(s): MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA; MEDICINA VETERINÁRIA; VETERINÁRIA; CANÍDEOS; CÃES; VETERINARY MEDICINE; DOENÇA DE ADDISON; ELETRÓLITOS; CANIDS; DOGS; ADDISON DISEASE; ELECTROLYTES


Description

Orientação: Margarida Alves ; co-orientação: Pedro Almeida

O Hipoadrenocorticismo é uma doença endócrina de ocorrência incomum no cão e deve-se, na maioria dos casos, à destruição imunomediada das glândulas adrenais. Esta doença é caracterizada pela deficiente produção de corticosteroides que, consequentemente, origina alterações em vários sistemas. Com o presente trabalho pretendeu-se avaliar retrospectivamente a evolução dos valores eletrolíticos (sódio, potássio e cloro) ao longo do tratamento, em cães com hipoadrenocorticismo primário. Como objectivo secundário, pretendeu-se relacionar determinadas características intrínsecas, como a idade, a raça e o género com o aparecimento da doença. Para tal, procedeu-se à consulta das fichas clínicas de dez cães que foram diagnosticados com hipoadrenocorticismo em três centros de atendimento médico-veterinários. Os resultados obtidos com esta amostra são coincidentes com os apresentados em outros estudos, com uma maior prevalência da doença em fêmeas, com idades compreendidas entre os dois e os seis anos. As alterações mais frequentes apresentadas pelos cães envolvidos no estudo foram ao nível dos electrólitos (sódio, potássio, rácio Na/K) e dos parâmetros renais (creatinina e ureia). Ao nível da evolução do ionograma, 90% dos cães apresentou valores de sódio e potássio dentro dos valores de referência, em algum momento após início do tratamento. Este trabalho mostra a importância da realização de ionogramas periodicamente, de modo a controlar a evolução da doença e a garantir a medicação mais adequada às necessidades de cada doente.

Hypoadrenocorticism is an uncommon rare occurring endocrine disease in companion animals and is due, in most cases, to the immune-mediated destruction of the adrenal glands. This disease is characterized by deficient production of corticosteroids, which consequently causes changes in several systems. The aim of the present study was to evaluate the evolution of electrolyte values throughout the treatment in dogs with primary hypoadrenocorticism. As secondary objective with this work, it was intended to relate certain intrinsic characteristics, such as age, race and gender with the onset of the disease. The results obtained with this sample are concordant with those presented in other studies, with a higher prevalence of the disease in females, aged between two and six years. The most frequent alterácions presented by the dogs involved in the study were electrolytes (sodium, potassium, Na/K ratio and chlorine) and renal parameters (creatinine and urea). About the evolution of the ionogram, 90% of the dogs presented values of sodium and potassium within the reference values, at some time after starting treatment. This work shows the importance of performing ionograms periodically, in order to control the evolution of the disease and ensure the medication more appropriate to the needs of each patient.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Alves, Margarida, orient.
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents