Document details

Análise ás restrições financeiras das empresas do PSI geral: evidência antes e após o início da crise do subprime

Author(s): Pereira, Maria Luísa Barbosa

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.22/10933

Origin: Repositório Científico do Instituto Politécnico do Porto

Subject(s): Restrições financeiras; Crise financeira; Caixa; Empresas cotadas; Financial contraints; Public firms; Financial crisis; Cash holdings


Description

O presente trabalho tem como objetivo analisar o grau de restrições financeiras que o conjunto de empresas que integra o Portuguese Stock Index Geral sente no acesso ao financiamento externo, principalmente após o início e durante a mais recente crise financeira, que afetou os mercados financeiros mundiais em 2007 e que se desenvolveu em Portugal como uma crise económica até 2012. De acordo com este objetivo, é recolhido um conjunto de dados longitudinais na base de dados SABI, que são analisados usando diferentes metodologias de dados em painel, resultando numa amostra final constituída por 430 observações distribuídas por 43 empresas durante os anos de 2006 a 2015. Em consonância com a literatura anterior, os nossos resultados demonstram evidência que o rácio de distribuição de dividendos é uma medida eficiente do grau de restrições financeiras; as empresas que distribuem menos (ou nenhuns) dividendos apresentam maior sensibilidade do investimento ao financiamento interno, medido pelo cash flow. Esta relação intensifica-se após e durante a mais recente crise financeira. Adicionalmente, testamos a relação entre o cash, medido pela variável caixa e equivalentes, e o cash flow. Os resultados sugerem uma relação positiva e significativa entre essas duas variáveis; as empresas que enfrentam mais restrições financeiras irão conservar maiores reservas de caixa, como forma de precaução do investimento atual e futuro. Ao contrário do esperado, esta relação não se intensifica após o início e durante a crise financeira.

The purpose of this study is to analyze the degree of financial constraints faced by the companies included on the Portuguese Stock Index General when accessing to external financing, especially after the beginning and during the most recent financial crisis, that affected the world financial markets in 2007 and which developed in Portugal as an economic crisis until 2012. According to this aim, a longitudinal database collected from the SABI database, was analyzed under panel data methodology. The final sample is panel data of 430 firm-year observations, related to 43 companies, during the period 2006-2015. In line with previous literature, our results provide evidence that the payout ratio is an efficient measure of the degree of financial constraints; companies that payout less (or no) dividends display higher sensitivity of the investment to the cash flow. The investment sensitivity to cash flow intensifies after and during the most recent financial crisis. Additionally, we tested the relationship between cash holdings, measured by cash and equivalents, and cash flow. The results suggest a positive and significant relationship between these two variables; companies facing more financial constraints will save more cash out of cash flow to preserve current and future investment. Contrary to expectations, this relationship does not intensify after the beginning and during the financial crisis.

Versão final (Esta versão contém as críticas e sugestões dos elementos do júri)

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Silva, Sónia Maria da Silva Faria Nogueira da
Contributor(s) Pereira, Maria Luísa Barbosa
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents