Document details

A acção plural em Hannah Arendt ou o político enquanto utopia da educação

Author(s): Leitão, Maria Paula Melo

Date: 2003

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10216/15263

Origin: Repositório Aberto da Universidade do Porto

Subject(s): Educação - Filosofia; Filosofia política


Description

Este trabalho de investigação tendo como principal suporte a obra filosófica de Hannah Arendt, nomeadamente, La Condition de l'Homme Moderne, parte da formulação da acção política que a autora realiza, clarificando o seu significado antropológico e as suas implicações enquanto paradigma educativo. O Objectivo que atravessou e mobilizou o trabalho desenvolvido na dissertação foi o de estabelecer um cruzamento entre a filosofia do agir humano proposta por H. Arendt e a noção de uma pedagogia filosófica, acaba por intersectar os processos educativos aportando-lhes patamares de radicalidade crítica e, simultaneamente, contributos para projectos de realização humana. A tese defendida na convicção de que não é mais viável aceitarmos uma politização da pedagogia ou uma pedagogização da política, dado que ambas as postura representam formas de instrumentalização a repudiar. O que se salienta é a importância em reconhecer e privilegiar o cariz eminentemente político das relações humanas que, a nível pedagógico, se traduz na defesa de valores que promovam a verdadeira condição humana. Em suma, o que se postula é a tese de que o político pode e deve assumir um carácter utópico para a educação.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents