Document details

Quantificação de DNA plasmático em pacientes com cancro da mama

Author(s): Ferreira, Maria Manuel da Silva

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10216/22401

Origin: Repositório Aberto da Universidade do Porto

Subject(s): Oncologia Molecular; Porto


Description

Breast cancer is the leading cause of cancer death in women worldwide. The purpose of our study was to determine whether the amounts of circulating DNA could discriminate between breast cancer patients and healthy individuals by using real-time PCR based DNA quantification methodology and determine the kinetics of circulating plasma DNA in surgically treated patients. Our standard protocol for quantification of cell free plasma DNA involved 175 consecutive patients with breast cancer and 80 healthy controls. The quantification was perfomed by real-time PCR amplification of the human telomerase reverse transcriptase gene (hTERT). We found increased levels of circulating DNA in breast cancer patients compared to control individuals (105.2 vs 77.06 ng/ml, p<0.001). We also found statistically significant differences in circulating DNA amounts in patients before and after breast surgery (105.2 vs 59.0 ng/ml, p=0.001). Increased plasma cell free DNA concentration was a strong risk factor for the presence of breast cancer, conferring an increased risk for the development of this disease (OR, 12.32; 95% CI, 2.09 52.28; p<0.001). High levels of plasma DNA were also correlated with a decrease in patients overall survival. There were no association between clinicopathological parameters and concentrations of cell free circulating DNA. In conclusion, cell-free DNA is significantly increased in plasma of breast cancer patients, which is associated with an increased risk for the presence of this disease and decrease of patient s survival. Therefore, quantification of circulating DNA by real-time PCR may be a good and simple tool for early detection of breast cancer with potential to clinical applicability together with other current methods used for monitoring the disease.

Mestrado em Oncologia Molecular

Master Degree Course in Molecular Oncology

O cancro da mama é a causa mais frequente de morte por cancro nas mulheres do mundo inteiro. O objectivo principal deste estudo consistiu na determinação dos níveis de DNA circulante e a avaliação do seu papel na discriminação entre pacientes com cancro e indivíduos saudáveis, e determinação dos níveis de DNA circulante em plasma de pacientes tratados cirurgicamente, através do método quantitativo de PCR (Polymerase Chain Reaction) em tempo real. O protocolo standard para a quantificação do DNA livre circulante em plasma foi efectuado em amostras de 175 pacientes com cancro da mama e 80 indivíduos controlo saudáveis. A quantificação foi realizada através da amplificação do gene hTERT (telomerase reverse transcriptase gene) por PCR em tempo real. Foram encontrados níveis mais elevados de DNA circulante livre nos pacientes com cancro, comparando com os indivíduos controlo (105.2 vs 77.06 ng/ml, p<0.001 ). Foram também observadas diferenças estatisticamente significativas nos níveis de DNA circulante em pacientes antes e após cirurgia (105.2 vs 59.0 ng/ml, p=0.001). A presença de concentrações elevadas de DNA livre em plasma pode constituir um forte factor de risco para presença de cancro da mama, conferindo um risco aumentado para o desenvolvimento da doença (OR, 12.32; 95% CI, 2.09 52.28; p<0.001). Níveis elevados de DNA circulante livre em plasma estão também correlacionados com um decréscimo na sobrevivência global dos pacientes. Não foi, contudo, encontrada nenhuma associação entre os parâmetros clínico-patológicos e as concentrações de DNA circulante livre. Em conclusão, o DNA circulante livre em plasma encontra-se significativamente aumentado em pacientes com cancro da mama, estando associado a um aumento do risco para desenvolver cancro da mama e a um decréscimo no tempo sobrevivência dos pacientes. Deste modo, a quantificação do DNA circulante em plasma através do PCR em tempo real poderá vir a ser uma opção com potencial de aplicabilidade clínica, para a detecção precoce do cancro da mama, complementando outros métodos já existentes na monitorização da doença.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo