Document details

Betão. Materialidade e expressão arquitectónica. Da observação à experimentação

Author(s): João Antonio Correia Gomes

Date: 2015

Origin: Repositório Aberto da Universidade do Porto

Subject(s): Artes; Arts; Humanidades::Artes; Humanities::Arts; Humanidades::Artes; Humanidades::Artes; Humanities::Arts; Humanities::Arts


Description

The study of the history of concrete exposes an evolution of the construction techniques, furthermore unveiling an instability that traces back to the cultural and social contexts - nameless material used since the Roman Empire, neglected over the Middle Age, lacking shape during the 18th century, 19th century engineers' challenge, celebrated by the architects of the modern movement over the 20th century, essential to our times.This lack of visual definition regarding the expression of concrete is eased by the advent of photography, since it emerges as an important mean of architectural representation. Some concrete projects become symbols of architecture and modernity greatly due to the potentials of photography. Successive experimentations with this material likewise contribute to confirm both its physical and aesthetical assets, countering its reputation as a rough material that is incompatible with the sensitivity of architecture.The experimental factor is positively decisive in the whole history of this material, recognized as the principal strategy on the pursuit of innovation. The developed work adds to the theoretical studies, based on History and on the contrasts of the contemporary, empirical information. Accordingly, the execution of a project in an existing context helps unveiling the complexity that is intrinsic to building in concrete.Defined by its formal and expressive versatility, this material fosters architects' creativity. Its seemingly homogeneity is the outcome of an extremely heterogenic composition, hence the perception of a concrete element is altered according to the distance of the observer. This paradoxical character also leaves room for conveying an architectonic intention, with the possibility to emphasize opacity or transparency, lightness or density, roughness or fluidity. Building in concrete is not only a matter of defining a shape on a given place, but rather the quest for a materiality that is sensitive to our eyes.

A análise histórica do betão revela uma evolução nas técnicas de construção, mas sobretudo uma instabilidade que acompanha os contextos cultural e social - material sem nome utilizado desde a época romana, desprezado durante a Idade Média, sem forma no século XVIII, desafio dos engenheiros no século XIX, celebrado pelos arquitectos do movimento moderno no século XX, imprescindível do nosso quotidiano.Esta indefinição da imagem associada à expressão do betão é atenuada com o aparecimento da fotografia, uma vez que esta se introduz como um importante meio para a representação arquitectónica. Alguns projetos em betão assumem-se como símbolos da arquitetura e da modernidade muito em virtude desta dimensão fotográfica. As sucessivas experimentações com este material contribuem, igualmente, para confirmar quer o seu potencial físico como estético, contrariando assim a conotação de uma expressão rude e incompatível com a sensibilidade da arquitetura.A componente experimental é de facto marcante em toda a história deste material, confirmando-se como a principal estratégia na procura da inovação. Neste sentido, o trabalho desenvolvido acrescenta à investigação teórica, assente na história e nos contrastes da realidade contemporânea, dados empíricos. A conceção de um projeto num contexto real possibilita, deste modo, revelar a complexidade inerente à construção em betão.Definindo-se pela sua versatilidade formal e expressiva, este material permite potenciar a criatividade do arquiteto. A sua homogeneidade aparente resulta de uma composição heterogénea, pelo que a perceção de um elemento em betão se modifica mediante a distância do observador. Este carácter paradoxal dá também espaço à expressão de uma intenção arquitetónica podendo por exemplo potenciar-se a opacidade ou a transparência, a leveza ou a densidade, a rugosidade ou a fluidez. Construir em betão não significa apenas a definição de uma forma num lugar, mas sim a procura de uma materialidade sensível ao nosso olhar.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Faculdade de Arquitectura
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo