Document details

Análise populacional e funcional dos polimorfismos genéticos CYP2D6*4 e CYP2C19*17 do citocromo P450 e C3435T do gene MDR1

Author(s): Cunha, Andrea Teixeira da

Date: 2013

Origin: Repositório CESPU

Subject(s): Enzimas CYP2D6 e CYP2C19; Citocromo P450 (CYP450)


Description

A variabilidade da resposta aos fármacos deve-se, em grande parte, a fatores genéticos. Polimorfismos em genes que codificam enzimas metabolizadoras de xenobióticos, como as enzimas CYP2D6 e CYP2C19 do citocromo P450 (CYP450), e em genes codificantes de proteínas que promovem o seu efluxo, como o gene MDR1, codificante da glicoproteína-P (Pgp), podem afetar a eficácia de um tratamento farmacológico ou a sua toxicidade, determinando assim a variabilidade interindividual na resistência a fármacos. Como tal, e porque os genes que codificam estas proteínas são extremamente polimórficos torna-se necessária uma análise genética e funcional aprofundada. Com o intuito de prever a incidência de algumas variações genéticas na população Portuguesa, procedeu-se ao estudo dos polimorfismos CYP2D6*4 e CYP2C19*17, do CYP450, e C3435T do gene MDR1. Estes polimorfismos foram pesquisados quer por PCR-RFLP quer por High Resolution Melting (HRM) em amostras de DNA genómico extraído de dadores voluntários do Instituto Superior de Ciências da Saúde - Norte. Os resultados obtidos permitiram identificar diferentes genótipos, tendo-se verificado uma frequência de 7,4% para o polimorfismo CYP2C19*17, de 7,7% para o polimorfismo CYP2D6*4 e, por último, de 13,0% para o polimorfismo C3435T. De forma a complementar o estudo populacional, o polimorfismo C3435T do gene MDR1 foi também genotipado em linhas celulares tumorais de adenocarcinoma do intestino, HCT-15, HT29-MTX e Caco-2, com o objetivo de determinar a influência da presença do polimorfismo na funcionalidade da Pgp. Assim, foram realizados ensaios de resistência à doxorrubicina, um fármaco antitumoral substrato da Pgp, que permitissem avaliar uma possível relação entre a presença/ausência dos polimorfismos e diferentes perfis de metabolização. Os resultados obtidos demonstraram que a linha celular HCT-15 de genótipo TT apresentou uma maior resistência ao fármaco do que as restantes linhas de genótipo CT. Foi também observado que a linha HCT-15 apresentava uma maior expressão da Pgp, e que esta era induzida após exposição ao fármaco, o que poderá estar associado à presença do polimorfismo C3435T. Contudo, a existência de um perfil genético e metabólico diferente nas linhas celulares utilizadas impossibilita a determinação do papel específico do polimorfismo C3435T na funcionalidade do gene MDR1 por esta abordagem. Assim, com o intuito de relacionar a presença do polimorfismo com o efluxo da doxorrubicina, efetuou-se a expressão heteróloga do gene MDR1 na presença e na ausência do polimorfismo na estirpe Saccharomyces cerevisiae AD1-8 desprovida dos principais transportadores de fármacos. Os resultados obtidos demonstraram que a proteína apresentava funcionalidade neste sistema heterólogo, demonstrando assim que a levedura S. cerevisiae constitui um bom modelo para estudos funcionais de polimorfismos do gene MDR1 humano.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Cunha, Andrea Teixeira da
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents