Document details

Estudo RN4CAST em Portugal: Work Engagement dos Enfermeiros

Author(s): Pinto, Alexandra Marques ; Jesus, Élvio Henriques de ; Mendes, Aida Maria de Oliveira Cruz ; Fronteira, Inês Santos Estevinho

Date: 2015

Origin: Repositório Científico da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra

Subject(s): Work Engagement; Enfermeiros; Serviços Médico-cirúrgicos; RN4CAST


Description

Contexto: O engagement (envolvimento) com o trabalho pode definir-se como um estado cognitivo-afectivo positivo, persistente, relacionado com o trabalho e que se caracteriza por vigor, dedicação e absorção. Investigações têm demonstrado que as organizações com maiores níveis de engagement entre os seus colaboradores tendem a apresentar melhores resultados quantitativos e qualitativos, assim como melhor satisfação, saúde e bem-estar dos seus clientes e colaboradores. Não obstante, estudos de âmbito mais alargado, particularmente na enfermagem, são ainda requeridos. Objectivo: Descrever a percepção dos enfermeiros de serviços médico-cirúrgicos dos hospitais portugueses relativamente aos níveis de envolvimento com o trabalho e sua relação com algumas variáveis sociodemográficas e profissionais. Material e métodos: Estudo quantitativo, observacional, transversal, analítico, envolvendo 2235 enfermeiros de unidades médico-cirúrgicas de adultos de 31 Hospitais portugueses. Os dados foram colhidos através da aplicação da Utrecht Work Engagement Scale (UWES) e de um questionário sociodemográfico e tratados com recurso à estatística descritiva e analítica. Resultados: Os participantes apresentaram valores médios elevados de engagement, porém com níveis diferenciais entre regiões, hospitais e serviços. Uma clara diferenciação em relação à idade, à experiência profissional e ao sexo foi igualmente verificada. As enfermeiras apresentaram, de modo significativo (p≤0,01), maiores níveis de envolvimento com o trabalho, assim como os indivíduos dos grupos etários e de experiência profissional extremos. Conclusão: Não obstante os níveis médios de engagement elevados, as diferenças verificadas entre as regiões, hospitais e serviços revelam a importância das condições organizacionais na explicação deste fenómeno. Por outro lado, a clara diferenciação dos níveis de engagement relacionados com a idade, a experiência profissional e o sexo, numa amostra maioritariamente feminina, e na qual os anos críticos para diminuição do engagement coincidem com as fases da vida onde poderão existir mais conflitos de desempenho de papéis familiares e profissionais, deverão merecer especial atenção por parte das diferentes entidades responsáveis pelos sistemas de prestação de cuidados de enfermagem e pelos líderes da profissão. Estudos longitudinais, de casos de sucesso/insucesso e em outros contextos de cuidados são recomendados.

Document Type Journal article
Language Portuguese
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents