Document details

Regulação dos níveis de GDNF na substantia nigra pelo estradiol

Author(s): Batista, Carla Isabel Soares

Date: 2007

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.11/150

Origin: Repositório Científico do Instituto Politécnico de Castelo Branco

Subject(s): Estradiol; GDNF; Substantia nigra; L-DOPA; H2O2; Doença de Parkinson; 6-OHDA; Neuroprotecção


Description

O stress oxidativo ao nível da via nigroestriatal é reconhecido como uma das causas da degeneração dos neurónios dopaminérgicos da substantia nigra na doença de Parkinson (DP), sendo o efeito protector do estradiol recorrentemente associado à protecção contra o stress oxidativo. A acção protectora do estradiol na via nigroestriatal pode ainda envolver outros efeitos, tais como modulação da expressão de factores neurotróficos cuja capacidade de promover a sobrevivência neuronal é sobejamente conhecida. Neste trabalho analisámos a regulação dos níveis do factor neurotrófico derivado de uma linha de células da glia (GDNF) pelo 17β-estradiol na substantia nigra e determinámos qual a contribuição específica deste efeito para a acção neuroprotectora da hormona. Adicionalmente, estudámos a modulação do efeito do 17β-estradiol na expressão de GDNF por agentes oxidantes, levodopa (L-DOPA) e H2O2. Para determinar os níveis de GDNF procedemos a análise de Western-Blot em extractos de células pós-natais de substantia nigra em cultura após incubação com 17ß-estradiol. Realizámos estudos in vivo para determinar de que forma o 17ß-estradiol afecta a acção da toxina dopaminérgica 6-hidroxidopamina (6-OHDA), quer ao nível da viabilidade das células dopaminérgicas, como ao nível da expressão dos níveis de GDNF. Os resultados obtidos permitiram concluir que, em células pós-natais de substantia nigra em cultura, o 17ß-estradiol promoveu o incremento da expressão do GDNF pelos astrócitos, provavelmente via ligação a receptores membranares. Verificámos ainda que os efeitos do estradiol parecem ser potenciados pela a exposição a L-DOPA e H2O2. In vivo, o estradiol protegeu as células dopaminérgicas da substantia nigra da lesão causada por 6-OHDA, possivelmente através da estimulação da síntese de GDNF observada nestas condições.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Batista, Carla Isabel Soares
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents