Document details

O modelo de jogo no futebol de formação : estudo sobre a concetualização e operacionalização do modelo de jogo de treinadores de futebol infantojuvenil

Author(s): Goulão, José Luís de Carvalho

Date: 2018

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.11/6071

Origin: Repositório Científico do Instituto Politécnico de Castelo Branco

Subject(s): Futebol; Modelo Jogo; Formação; Treinador; Football; Game Model (GM); Training; Coach; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais


Description

O Modelo Jogo (MJ) no futebol assume-se como parte fundamental, nas preocupações dos treinadores, sendo um referencial de extrema importância para toda a estrutura do clube, culminando numa forma de jogar em que todos percebam e saibam o que fazer em qualquer momento do jogo. Autores como Castelo (1996) ou Garganta (1996, 2000, 2005) referem que se constitui como o ponto de partida que é determinante para a orientação da ação e organização de uma equipa e que tem uma importância essencial no comportamento tático dos jogadores. Neste sentido, o principal objetivo do nosso estudo, foi perceber como é que os treinadores de futebol das equipas/escalões de formação de um clube de futebol, que participam nos campeonatos distritais e nacionais, concetualizam e operacionalizam o seu modelo de jogo e verificam as diferenças, tendo em conta a idade, experiência como treinador, a formação académica e a formação FPF. Participaram no estudo 11 treinadores de futebol de um clube de formação, que participa nos campeonatos distritais e nacionais. O instrumento usado na recolha dos dados foi uma entrevista semiestruturada, partindo do guião de entrevista de Gonçalves (2009), após adaptação ao contexto de estudo e de validação por peritos. Os principais resultados encontrados, levam-nos a concluir que, a “Ideia de Jogo” é prioritária para a conceção e criação do seu MJ e que “os cinco momentos do jogo”, “o desenvolvimento dos atletas” e “conhecimento do jogo”, são fundamentais para a conceção do mesmo. Quem deve participar na formulação e conceção do MJ é a equipa técnica e que o contexto do clube pode influenciar o MJ. As qualidades e características dos jogadores, a alteração do método de jogo, a alteração da forma de treinar e a alteração do posicionamento dos jogadores são condicionalismos que podem influenciar o MJ, assim como reajustamentos que os treinadores fazem no seu MJ ao longo do tempo. As pessoas que devem ter um conhecimento claro sobre o MJ adotado são a Equipa Técnica, o MJ deve ser um elemento orientador do processo de treino e de jogo da equipa, os exercícios não devem ser padronizados e as características dos Jogadores são importantes para a posição que ocupam no MJ.

The Game Model (GM) in football is assumed itself as an essential part in every coach’s worries, being a very important reference for the whole structure of the club, culminating in a way of playing in which everyone understands and knows what to do at any time of the game. Authors like Castelo (1996) or Garganta (1996, 2000, 2005) mention that it is seen as a starting point which is decisive for the orientation of the action and organisation of a team, and it has a fundamental importance in the tactical behaviour of the players. Therefore, the main objective of our study is to understand how football coaches of teams / formation classes of a football club, who take part in district and national championships, think and implement their game model, as well as check their differences, bearing in mind, the age, coach experience, the academic qualifications and the training of the Portuguese Federation of Football (PFF). Eleven coaches of a training football club, who have participated in our study, take part in district and national championships, considering that they have different ages, qualifications and training of the PFF. The instrument used in data collection was a semi-structured interview, taking the interview script of Gonçalves (2009), after adaptation to the context of study and validation by experts. The main found results make us come to the conclusion that the “Idea of Game” is prior to the conception and creation of their Game Model (GM) and that “the 5 moments of game”, “the athletes’ development” and “getting to know the game” are essential for the conception of it. The ones who should participate in the creation and conception of the Game Model (GM) is the technical team and the context of the club can also influence the GM. The qualities and features of the players, changing the method of the game, changing the training and the position of the players are constraints which may influence the GM as well as the readjustments that coaches carry out over time in their GM. The people who should have a clear knowledge about the adopted GM are the technical team. Besides, the GM must be a guiding element of the training process and of the team game; the exercises should not be standardized and the players’ features are important for the position they have in the GM.

Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco, para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade física.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Serrano, João Júlio de Matos; Paulo, Rui Miguel Duarte
Contributor(s) Goulão, José Luís de Carvalho
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents