Document details

Comportamentos de interação em alunos com perturbações do espectro do autismo: o contributo de histórias sociais na hora do conto

Author(s): Brilha, Dina teresa Batista

Date: 2012

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.21/2295

Origin: Repositório Científico do Instituto Politécnico de Lisboa

Subject(s): Comportamentos de interação; Histórias sociais; Hora do conto; Perturbações do espectro do autismo; Autism spectrum disorder; Interactions; Social stories; Storytelling activity


Description

Este estudo pretende abordar e compreender o contributo das histórias sociaisTM na promoção de comportamentos de interação, num grupo de seis alunos com Perturbação de Espectro do Autismo (PEA) de uma Unidade de Ensino Estruturado (UEE). É um projeto de investigação-ação, classificado quanto ao método como um estudo de caso, com origem na seguinte situação problema: as inúmeras dificuldades de participação dos alunos com PEA nos diversos momentos e contextos da vida escolar, decorrentes dos problemas de interação social que lhes são inerentes. Estas dificuldades refletem-se de forma mais ou menos evidente em todos os contextos não estruturados, nomeadamente na biblioteca escolar, na hora do conto de histórias. Nesta situação, a presença dos alunos com PEA desencadeara alguns problemas de comportamento preocupantes, que mobilizaram uma reflexão sobre estratégias de intervenção, promotoras de melhorias do comportamento dos alunos neste contexto. Numa tentativa de minimizar este problema, as professoras da UEE introduziram a atividade da hora do conto nas rotinas da sala, situação que nos serviu de ponto de partida para a realização deste projeto e nos permitiu definir duas questões de investigação: Que oportunidades de interação existem na hora do conto? Haverá mais oportunidades de interação quando se usam histórias sociais™? Tendo como base estas questões de partida foram definidos objetivos gerais, nomeadamente: i) conhecer as oportunidades de interação na atividade hora do conto, com histórias comuns; ii) criar histórias sociais™ para os alunos com PEA e iii) utilizar histórias sociais™ para analisar as oportunidades de interação que ocorrem. Para dar cumprimento a estes objetivos esta investigação seguiu uma metodologia exploratória e descritiva que possibilitou uma abordagem interpretativa da situação estudada. Concluímos que, independentemente dos comportamentos de interação promovidos pela professora, a hora do conto constitui, por si só, um momento propício ao desenvolvimento de interações. Em termos gerais, durante o conto de histórias sociaisTM houve um aumento de comportamentos comunicativos dos alunos da UEE e apesar da maioria dos comportamentos observados serem não-verbais, a expressão verbal (fala) refletiu ganhos significativos. - Abstract This study intends to makes us understand the importance of social storiesTM in the development of communicative interactions in a group of six students with Autism Spectrum Disorder (ASD) in a Structured Teaching Unit (STU). It is an action research project, classified due to its method as a case study, with origin in the following problem situation: the innumerable participation difficulties that students with ASD can have in different times and contexts of their school life, the problems arising from social and communicative interaction that are attached to them. These difficulties are reflected in a more or less evident way, in all unstructured contexts, particularly in the school library activities, during the storytelling activity. In this situation, the presence of students with ASD caused some worrying behaviour problems, which mobilized a reflection on intervention strategies, aiming to achieve improvements in the students’ behaviour in this context. In an attempt to minimize this problem, the teachers of STU introduced the activity of storytelling in the classroom routines, which became our investigation starting point to go along with this study and allowed us to define two research questions: ‒ What kind of interaction opportunities can exist in storytelling activity? ‒ Would it be possible to have more communicative interaction opportunities if we used social stories™? Based on these starting questions we have defined general objectives, namely: i) to understand if the storytelling activity can create the opportunity of interaction with shared stories ii) to create social stories™ for students with ASD iii) To use social stories™ when evaluating the opportunities of interaction that may occur. To fulfill these objectives this research followed an exploratory and descriptive methodology that enabled an interpretative approach of the studied situation. We have concluded that, regardless of the strategies promoted by the teacher, storytelling time is in itself, a moment that can induce to the development of communicative interactions. Overall, during the storytelling social storiesTM there was an increase in students' communicative behaviours of UEE and although most observed behaviours are nonverbal, verbal expression (speech) achieved significant gains.

Dissertação apresentada à Escol a Superior de Educação de Lisboa para obtenção de grau de mestre em Ciências da Educação, especialidade Educação Especial: Problemas Graves de Cognição e Multideficiência

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Silva, Francisco Vaz da
Contributor(s) Brilha, Dina teresa Batista
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents