Document details

Assimetria na volatilidade dos principais índices bolsistas de Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Espanha : um estudo comparativo

Author(s): Jerónimo, Sofia Ramos

Date: 2015

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.21/4615

Origin: Repositório Científico do Instituto Politécnico de Lisboa

Subject(s): Volatilidade; Assimetria; Modelos de tipo ARCH; Modelo econométrico EGARCH; “Boas e más notícias”,"; Rendibilidade dos índices; Volatility; Asymmetry; ARCH type models; GARCH econometric model; "Good and bad news"; Returns on indexes


Description

A volatilidade desempenha um papel importante na avaliação dos activos financeiros. Existem vários estudos que concluem que a melhor análise de se prever a volatilidade deverá ser efectuada atendendo às especificidades do mercado financeiro onde se pretende fazer a previsão, permitindo assim captar momentos de grande incerteza no mercado. Verificam-se com frequência análises assimétricas na volatilidade, tais como: períodos de intensa volatilidade quando os preços dos activos sofrem quebras acentuadas, acréscimos de volatilidade em mercados que entram em aceleração, choques positivos e negativos sobre os preços que geram diferentes efeitos, sobre a volatilidade. Os efeitos da assimetria podem ser satisfatoriamente captados pelo modelo econométrico de tipo GARCH e, em especial por um dos modelos variantes, o modelo EGARCH. Este último é utilizado no presente estudo, onde se analisa o efeito assimétrico das rendibilidades dos índices de Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Espanha, durante o período 8 de Janeiro de 1990 a 3 de Janeiro de 2014, no sentido de ser estudado o efeito de alavancagem, sugerindo que os retornos negativos estão mais associados aos aglomerados de volatilidade, ou seja, que as “más notícias” têm maior impacto na volatilidade do que as “boas notícias”. Os resultados mostraram maior influência de eventos negativos do que positivos, sobre a volatilidade das rendibilidades das séries analisadas e, verificou-se que choques nas séries de retornos têm efeitos por vários períodos.

The volatility fulfills an important role in the evaluation of financial assets. There are several studies that concluded the best analysis of expected volatility should take into account the specificities of the financial market, which aims to make the prediction, thus capturing moments of great uncertainty in the market. Asymmetrical analyses happen frequently in the volatility, such as: periods of intense volatility, when the prices of the assets suffer accented breaks, additions of volatility in markets that enter in acceleration, positive and negative prices shocks that produce different effects on the volatility. The effect of asymmetry can be satisfactorily captured by GARCH econometric model and in particular of variant model the Model EGARCH. This last one is used in this study, which analyzes the asymmetric effect in the volatility of returns on indexes of Portugal, Ireland, Italy, Greece and Spain series, during the period from 8th January, 1990 to 3rd January, 2014 in order the leverage effect to be studied, suggesting that the negative returns are more associated to clusters of volatility, ie, that the "bad news" have a greater impact on volatility than "good news". Results showed a greater influence of negative events on volatility than positive ones and that shocks on the return series persisted for some time.

Mestrado em Controlo de Gestão e dos Negócios

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Bentes, Sónia Margarida Ricardo
Contributor(s) Jerónimo, Sofia Ramos
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents