Document details

Contributo dos modelos pedagógicos na relação da educadora com crianças do jardim de infância em tarefas cooperativas e comunicativas

Author(s): Roque, Joana Oliveira Clérigo

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.21/7761

Origin: Repositório Científico do Instituto Politécnico de Lisboa

Subject(s): Interação adulto-criança; Afetividade; Comunicação verbal; Modelos curriculares; Educação de infância.; Adult-child interaction; Affectivity; Verbal communication; Curricular models; Child education


Description

Os modelos pedagógicos resultam de abordagens conceptuais acerca do desenvolvimento da criança, do papel do adulto na educação, do papel da criança, dos objetivos educativos e aspirações sociais da educação. Estes modelos orientam as práticas dos educadores de infância e guiam a perspetiva do educador acerca do seu papel, da criança, da família, e da comunidade educativa alargada. Neste estudo, procuramos descrever os comportamentos interativos e comunicativos de educadores apoiados em diferentes modelos pedagógicos. Para o efeito, foram comparados três grupos de educadoras: dez educadoras seguidoras do modelo da escola moderna, oito educadoras seguidoras do modelo High Scope e onze educadoras que não seguem um modelo específico as quais foi pedido que realizassem com uma criança da sua sala, em 20 minutos, um produto à sua escolha com os materiais e ferramentas disponibilizados. As crianças tinham três e quatro anos e não tinham problemas de desenvolvimento. Pretendia-se: 1) descrever e comparar os produtos realizados pelas díades de educadoras e crianças, bem como as escolhas de materiais; 2) comparar a qualidade interativa das educadoras quanto à empatia, atenção, reciprocidade, cooperação, elaboração/fantasia e desafio proposto e 3) analisar os enunciados dirigidos às crianças. Os resultados indicam que, à semelhança dos estudos anteriores as meninas receberam mais elogios que os meninos. Relativamente à qualidade interativa houve diferenças entre todos os modelos: as educadoras HighScope tematizaram mais a relação e as educadoras MEM foram mais objetivas. Em ambos os modelos as educadoras reagiram de forma mais adequada e com maior prontidão às observações e emoções da criança do que as educadoras sem modelo preferencial. Adicionalmente, as educadoras sem modelo preferencial utilizaram mais perguntas de conteúdo para reforçar as aprendizagens da criança.

Abstract Pedagogical models result of conceptual approaches about child development, adult role in education, child role, educational goals and social aspirations of education. These models guide the practices of early childhood educators and guide the educator's perspective on their role, the child, the family, and the wider educational community. In this study we try to describe the interactive and communicative behaviours of educators supported in different pedagogical models. To this end, 3 groups of educators were compared: ten followers of the modern school model, eight followers of the High Scope model, and eleven non-model educators who were asked to perform, in 20 minutes, a product of their choice with the materials and tools provided with a child of their class. The children were three and four years old and had no developmental problems. It was intended: 1) to describe and compare the products made by the dyads of educators and children, as well as the choices of materials; 2) to compare the interactive quality of the educators regarding the empathy, attention, reciprocity, cooperation, elaboration / fantasy and proposed challenge and 3) to analyse the speech directed to the children. The results indicate that, like previous studies, girls received more compliments than boys. Regarding interactive quality, there were differences among all models: HighScope educators thematised more the relationship and the MEM educators were more objective. In both models the educators reacted more adequately and more readily to the observations and emotions of the child than the educators without preferential model. In addition, educators without a preferred model used more content questions to reforce the child’s learning.

Dissertação apresentada na Escola Superior de Educação de Lisboa para obtenção do grau de mestre em Ciências da Educação Especialidade Intervenção Precoce

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Fuertes, Marina
Contributor(s) Roque, Joana Oliveira Clérigo
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents