Document details

O Stress no enfermeiro cuidador de doentes em fim de vida

Author(s): Sequeira, Diana Isabel Rodrigues

Date: 2014

Persistent ID: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1182

Origin: Repositório Científico IPVC

Subject(s): stress; coping; cuidar; care


Description

O stress é inevitável e faz parte da vida humana. Origina-se de estímulos internos ou externos do indivíduo, sendo avaliado pelo mesmo, de acordo com os recursos que disponibiliza para manter o seu bem-estar. Faz parte do quotidiano da sociedade atual e o termo surge associado a inúmeras situações, sendo comumente referido nos diversos meios de comunicação (televisão, rádio, jornais entre outros). Os profissionais que exercem a sua atividade em contacto com outras pessoas, principalmente com pessoas em situação de doença, por vezes graves, como é o caso dos enfermeiros, deparam-se com um enorme desafio ligado ao desempenho de novos papéis e de como lidar com as mais diversas perdas: sociais, físicas emocionais e espirituais. A partir desta realidade, que cada vez mais preocupa a humanidade, consideramos pertinente realizar o presente estudo, focando a nossa ação no stress apresentado pelos enfermeiros cuidadores de doente em fim de vida. Assim, o objetivo primordial foi quantificar os níveis de stress e identificar e estratégias utilizadas pelos enfermeiros cuidadores de doentes em fim de vida para desta forma, alcançar um pequeno retrato do fenómeno nesta categoria profissional e contribuir para uma melhoria da qualidade de vida e qualidade dos cuidados a prestar. Cuidar de doentes em fim de vida, pode representar uma ameaça e originar stress. Uma ineficiente gestão do stress pode abarcar consequências gravosas e conduzir a uma manifestação mais agravada – burnout. Assim, o estado de stress poderá provocar transtornos tanto para o enfermeiro como para o doente. O sucesso em lidar com esta situação dependerá das distintas estratégias adotadas pelo enfermeiro. Optou-se por um estudo de natureza quantitativa do tipo descritivo correlacional. A recolha de dados foi realizada junto de enfermeiros a exercer funções numa unidade de cuidados continuados no distrito de Viana do Castelo, através de três instrumentos distintos, nomeadamente: questionário sociodemográfico, MBI e IRP. Dos diferentes resultados obtidos pode-se salientar que os níveis de burnout da população-alvo são, de um modo geral, moderados, porém na dimensão exaustão emocional obtiveram-se alguns valores preocupantes. No que diz respeito aos resultados relativos às estratégias de coping, também aqui os inquiridos apresentam níveis moderados de coping. Considerando os resultados obtidos, revela-se uma mais-valia para os enfermeiros encontrar formas que possam minimizar o stress e as dificuldades do processo de cuidar. Percebeu-se também, que os enfermeiros necessitam de se sentir apoiados e compreendidos pela sociedade que os envolve, para que se sintam cada vez mais competentes quando desempenham as suas funções profissionais

Stress is inevitable and part of human life. It originates from internal or external stimulus of the individual being evaluated by it self, according to the resources available to maintain your wellness. Stress is part of everyday life in today's society and the term is associated with a number of situations, and is commonly referred in various media (television, radio, newspapers, etc.).The professionals who perform their activity in contact with others, especially with people in situations of illness, sometimes severe, such as nurses, are faced with a huge challenge on the new roles and how to deal with the most diverse losses: social, physical, emotional and spiritual. From this fact, that increasingly concern the humanity, we consider pertinent to conduct this study, focusing our action in the stress brought to nurses caregivers of patients at end of life.Thus, the primary objective was to quantify stress levels and identify strategies used by nurses caregivers of patients at end of life to achieve a small portrait of the phenomenon in this occupational category and contribute to an improved quality of life and quality of given care. Caring for patients at end of life, can pose a threat and cause stress. Inefficient management of stress can encompass serious consequences and lead to a more severe manifestation - burnout. Thus, the state of stress may cause inconvenience to both the nurse and the patient. Success in dealing with this situation will depend on the different strategies adopted by nurses.We chose to approach this subject with a quantitative descriptive correlational study. Data collection was carried out with nurses to perform duties in a continuum care hospital in the district of Viana do Castelo, through three separate instruments, including: demographic questionnaire, MBI and IRP. The different results may be noted that burnout levels of the target population are, in general, moderate but the emotional exhaustion dimension yielded some alarming figures.Regarding the results for the coping strategies, also here the respondents have moderate levels of coping. Considering these results, it proves to be an asset for nurses to find ways that they can minimize the stress and difficulties of caring. It was also perceived that nurses need to feel supported and understood by the society that surrounds them, making them feel increasingly competent when performing their professional duties.

Dissertação de Mestrado em Cuidados Paliativos apresentado na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viana do Castelo

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Soares, Maria de La Salete Rodrigues; Pereira, Maria Aurora Gonçalves
Contributor(s) Sequeira, Diana Isabel Rodrigues
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents