Document details

Envelhecimento bem-sucedido na perspetiva das pessoas mais velhas : Um estudo qualitativo com professoras do 1º ciclo

Author(s): Cunha, Célia Maria Lopes da

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/20.500.11960/1898

Origin: Repositório Científico IPVC

Subject(s): Envelhecimento bem-sucedido; Envelhecimento individual; Estudo qualitativo; Gerontologia social; Successful aging; Individual aging; Qualitative study; Social gerontology


Description

Contexto e objetivo. Envelhecer com bem-estar, qualidade de vida e elevado funcionamento é um dos grandes desafios que a ciência e a sociedade encaram face ao aumento da longevidade (Fernández-Ballesteros, 2009). O envelhecimento individual é um processo multidimensional, multicausal e multidirecional de ciclo de vida que contém a marca histórica, cultural e social dos contextos de vida das pessoas (Baltes, Staudinger, & Lindenberger, 1999). Apesar da grande heterogeneidade que carateriza as pessoas mais velhas e o envelhecimento, a literatura assinala diferentes formas de envelhecer, nomeadamente o (1) envelhecimento normal, (2) envelhecimento patológico e (3) envelhecimento ótimo/bem-sucedido/ativo (Baltes & Mayer, 1999). O envelhecimento bem-sucedido (EBS) refere-se a um envelhecimento com baixa probabilidade de ocorrência de doença e incapacidade, onde as capacidades biológicas e psicológicas permitem uma boa adaptação, traduzindo uma satisfação com o mesmo (Baltes & Baltes, 1990). O envelhecimento bem-sucedido é um dos temas mais investigados nas últimas décadas no âmbito da gerontologia social, contudo não existe um único conjunto de critérios comumente aceite para o caraterizar. Das várias definições encontradas para definir EBS, a mais ampla é a proposta pela Organização Mundial de Saúde (OMS, 2002), que adota a designação de envelhecimento ativo. No que concerne ao envelhecimento bem-sucedido há três perspetivas que marcam a investigação no domínio: (1) os critérios de envelhecimento bem-sucedido de Rowe e Kahn (1987; 1998), (2) o modelo de Otimização Seletiva com Compensação (SOC) de P. Baltes e M. Baltes (1990), e (3) o modelo da Pró-atividade Preventiva e Corretiva de Kahana e Kahana (1996; 2005). Face à diversidade concetual instalada, em 2009, Fernandéz-Ballesteros, propõe uma leitura multidimensional e multinível de envelhecimento bem-sucedido, ativo e saudável, chamando a atenção para as conceções que as pessoas, em particular as mais velhas, constroem sobre este processo de otimização do envelhecimento, que designou como lay concept. Globalmente, a investigação, ainda inicial, sobre o conceito popular/leigo de EBS sugere que este integra diferentes dimensões ou componentes, assemelhando-se ao conceito científico, nomeadamente níveis positivos de saúde, bom funcionamento cognitivo, relações sociais satisfatórias e a satisfação com a vida (Ryff, 1989). Neste contexto, o presente estudo tem como objetivo compreender o conceito de EBS na perspetiva das pessoas mais velhas. Método. O presente estudo, de natureza fenomenológica, inclui oito pessoas mais velhas, do género feminino, com idades compreendidas entre os 58 e os 66 anos, a residir na comunidade, todas reformadas, e que tiveram como profissão professoras do primeiro ciclo de ensino. A recolha de dados foi efetuada com recurso a entrevista semiestruturada construída especificamente para o estudo. As entrevistas depois de realizadas foram transcritas e o seu conteúdo sujeito à análise de conteúdo (Creswell, 2013) Resultados. A análise de conteúdo efetuada às entrevistas permitiu verificar a existência de um tema comum – A arte de envelhecer? que integra três domínios: (1) Envelhecer: dimensão pessoal; (2) Envelhecer: dimensão contextual; e (3) Uma visão de EBS, que por sua vez agregam um número variável de categorias e subcategorias. Assim, os resultados permitem verificar que as participantes reconhecem que (1) existem diferentes formas de envelhecer, uma das quais em que é possível manter níveis elevados de funcionamento do ponto de vista físico, cognitivo e socioemocional; (2) o ambiente físico, cultural e social é importante; e (3) a pessoa pode intencionalmente ativar recursos e estratégias para conseguir envelhecer bem. Conclusão. Os resultados obtidos neste estudo vão no sentido do apontado na literatura, isto é, as pessoas mais velhas constroem conceções acerca do processo de EBS que vão de encontro ao definido conceptualmente, reconhecem as vantagens de envelhecer com sucesso e identificam estratégias, recursos e condições (pessoais e contextuais) para atingir o EBS. Parece-nos que estes resultados são relevantes para que políticos, investigadores e profissionais no domínio possam internacionalizar a sua ação no sentido de criar condições para que as pessoas envelheçam com sucesso

Context and objective. Aging with well-being, quality of life and high functioning is one of the greatest challenges that science and society face due to the increase of longevity (Fernández-Ballesteros, 2009). Individual aging is a multidimensional, multicausal and multidirectional life-span process that holds the historical, cultural and social mark of people’s life contexts (Baltes, Staudinger, & Lindenberger, 1999). Despite the great heterogeneity that characterizes older people and aging, literature identifies different ways of aging, namely (1) normal aging, (2) pathological aging and (3) optimal/successful/active aging (Baltes & Mayer, 1999). Successful aging (SA) relates to an aging with a low probability of disease and disability, where the biological and psychological habilities allow a good adjustment, translating satisfaction with it (Baltes & Baltes, 1990). Successful aging is one of the most researched themes in the last decades within social gerontology, even though there is not a set of criteria commonly accepted to characterize it. From the various definitions defining SA, the broadest is the one proposed by the World Health Organization (WHO, 2002), which adopts the designation of active aging. Concerning successful aging, there are three perspectives that mark the investigation in the domain: (1) Rowe and Kahn’s successful aging criteria (1987; 1998), (2) P. Baltes and M. Baltes’ Selective Optimization with Compensation (SOC) model (1990), and (3) Kahana and Kahana’s Preventive and Corrective Pro-Activity model (1996; 2005). In face of the installed conceptual diversity, in 2009, Fernandéz-Ballesteros, suggests a multidimensional and multilevel reading of successful, active and healthy aging, drawing attention to the conceptions that people, particularly older people, build on this aging optimization process, which he named lay concept. Globally, the research, still initial, about the popular/lay concept of SA suggests that this integrates different dimensions or components, similar to the scientific concept, namely positive levels of health, good cognitive functioning, satisfactory social relationships and satisfaction with life (Ryff, 1989). In this context, the present study aims to understand the concept of SA in the perspective of Portuguese older people. Method. The present study, with a phenomenological nature, encompasses eight older women, aged between 58 and 66, living in the community, all retired and who were primary teachers. The data were collected with a semi structured interview built specifically for the study. Once finished, the interviews were transcripted and their content was subjected to content analysis (Creswell, 2013). Results. The content analysis identified a common theme – The art of aging? that encompasses three domains: (1) Aging: personal dimension; (2) Aging: contextual dimension; and (3) A SA vision, which, in turn, aggregate a variable number of categories and subcategories. Thus, the results show that the participants recognize that (1) there are different aging forms, and in one of them it is possible to keep high physical, cognitive and socioemotional functioning levels; (2) physical, cultural and social environment is important; and (3) a person can intentionally activate resources and strategies in order to age well. Conclusion. The results obtained in this study match the research findings, that is, older people build conceptions about this process that agree with what is conceptually defined, recognize the advantages of successful aging and identify strategies, resources and conditions (personal and contextual) to reach SA. It seems that these results are relevant so that politicians, researchers and professionals in the area can internationalize their action in order to create conditions for people to age successfully.

Dissertação de Mestrado em Gerontologia Social apresentada na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Faria, Carla Maria Gomes Marques de
Contributor(s) Cunha, Célia Maria Lopes da
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents