Document details

O contágio financeiro nos países do grupo Visegrád: as crises entre 2000 e 2014

Author(s): Morais, Inês Filipa Vitorino de

Date: 2015

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10071/11240

Origin: Repositório do ISCTE-IUL

Subject(s): Contágio financeiro; Grupo Visegrád; Crise financeira; Modelo DCC-GARCH; Financial contagion; Financial crises; DCC-GARCH models


Description

Com a realização deste estudo pretende-se analisar a relação que existe entre os mercados acionistas dos países do grupo Visegrád, ao longo dos últimos catorze anos, tendo como objetivo investigar a existência de contágio financeiro entre os vários mercados acionistas, para os vários períodos de crise identificados. Adicionalmente, também se estudam as relações entre o índice bolsista de referência para os EUA e cada um dos membros do grupo Visegrád. A análise é concretizada com recurso à estimação de modelos econométricos DCC-GARCH, utilizando os retornos diários dos índices acionistas para os EUA, a Eslováquia, a Hungria, a Polónia e a República Checa, para o período compreendido entre janeiro de 2000 e dezembro de 2014. Os resultados da análise, para as hipóteses consideradas, sugerem ter existido contágio financeiro em, praticamente, todas as crises identificadas como intrínsecas a cada país e, também, contágio mas induzido por eventos externos durante a Crise do Subprime e na Crise da Dívida Soberana. Relativamente à relação entre o mercado acionista norte-americano e cada um dos membros do grupo Visegrád verifica-se que existiu contágio durante as principais crises financeiras com origem na grande potência mundial (Crise da Bolha dot.com, do Subprime e da Dívida Soberana). Note-se que para nenhum caso se registou evidência de contágio durante a crise financeira de 2009.

This dissertation focuses on the analyses of co-movements between stock markets of countries of the Visegrád group, for the last fourteen years. The objective is to investigate the existence of financial contagion between the stock markets in different identified crises periods. In addition, this research also studies the relation between the reference stock index for the USA and each member of the Visegrád group. The analyses is based on the estimation of DCC-GARCH models, using data of daily stock returns for the USA, Slovakia, Hungary, Poland and the Czech Republic, for the period between January 2000 and December 2014. The obtained results suggest the existence of contagion at almost all identified crises intrinsic to each country and contagion by external event during the subprime and sovereign debt crises. Relatively to the co-movements between the USA stock index and each Visegrád country, the results also suggest the existence of contagion during the main financial crises from the USA (dot.com, subprime and sovereign debt crises). There is, however, no evidence of contagion during the 2009 financial crisis.

Códigos JEL: E44, G01 e G15

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Lagoa, Sérgio Miguel Chilra
Contributor(s) Morais, Inês Filipa Vitorino de
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents