Document details

O efeito da auto-percepção parental no risco de mau trato infantil: o papel moderador do sexo e do suporte social dos pais

Author(s): Lima, Margarida Gil de Figueiredo Carmona e

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10071/11703

Origin: Repositório do ISCTE-IUL

Subject(s): Risco de mau trato infantil; Auto-percepção; Suporte social; Sexo; Child maltreatment risk; Self-perception; Social support; Gender


Description

Este estudo tem como objectivos [1] analisar as qualidades psicométricas dos instrumentos Adult Self Perception Profile (ASPP) e do Child Abuse Potential Inventory (CAPI) numa amostra portuguesa (N=251) e [2] verificar se o efeito das dimensões gerais e específicas da auto-percepção parental no risco de mau trato infantil (RMT) varia em função do sexo dos cuidadores, bem como [3] em função do suporte social percebido, quer ao nível da disponibilidade da rede (DR), quer da satisfação com a mesma (SR). Quanto ao primeiro objectivo, após uma análise de componentes principais ao ASPP, a solução obtida engloba 6 dimensões com bons índices de fidelidade e sensibilidade. No CAPI, evidenciam-se bons índices de fidelidade e sensibilidade em 4 das 6 dimensões originais. Relativamente ao segundo objectivo, verifica-se que o efeito das dimensões gerais e específicas da auto-percepção parental no RMT não varia em função do sexo dos cuidadores. No que respeita ao terceiro e último objectivo, constata-se que a DR exerce um efeito moderador na relação entre a auto-estima geral e o RMT. Por sua vez, a SR exerce um efeito moderador na relação entre a algumas dimensões da auto-percepção (auto-estima global, aparência física, gestão doméstica e competência atlética) e o RMT. Conclui-se que a informação obtida sobre as qualidades psicométricas dos instrumentos utilizados proporciona evidências favoráveis à validação dos mesmos para o contexto português. Por outro lado, sublinha-se a importância das dimensões gerais e específicas da auto-percepção e do suporte social enquanto factores protectores de mau trato infantil.

This study aims [1] to analyze the psychometrical properties, on a Portuguese sample (N=251), of the instruments Adult Self Perception Profile (ASPP) and Child Abuse Potential Inventory (CAPI). It also verifies [2] if the effect of the general and specific dimensions of parent-self perception on Child Maltreatment Risk (CMR), vary on parents’ gender, as well as [3] according to perceived social support, concerning the Availability of Network (AN) and Satisfaction of Network (AN). According with the first goal, after a principal components analysis related to ASPP, the solution embraces 6 dimensions with positive levels of internal consistency and sensibility. Concerning CAPI, 4 of the 6 original dimensions were positively evaluated with the same levels. About the second goal, it verifies that the effect of general and specific dimensions of parent-self perception on CMR does not vary on parents’ gender. The ultimate goal confirms that DR has a moderator effect on the relation between global self-worth and CMR. Instead, SR has a moderator effect on the relation between some of the self-perception dimensions (global self-worth, physical appearance, household management and athletic ability) and CMR. In conclusion, it has highlighted the importance of general and specific dimensions of self-perception and social support, as child maltreatment protective factors.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Calheiros, Manuela
Contributor(s) Lima, Margarida Gil de Figueiredo Carmona e
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents