Document details

Managerial flexibility and competitive interaction in investment decisions : a discrete-time agency theoretic perspective

Author(s): Monteiro, João Carlos da Rocha e Cunha

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10071/11897

Origin: Repositório do ISCTE-IUL

Subject(s): Real options; Agency theory; Game theory and capital structure; Métodos quantitativos aplicados à gestão; Estratégias financeiras; Financiamento da empresa; Opções reais; Teoria dos jogos; Estrutura de capital


Description

This work intends to incorporate into a unified perspective three different fields of corporate finance: the managerial flexibility present in investment projects through the so-called real options models; the existence of agency costs as a result of financing strategies that rely in a mix between equity and debt; the existence of competition between firms, in non-purely competitive markets, through game theory. The aim of this work is to produce an integrated perspective of analysis that constitutes a value added to the literature, bringing new angles of approach to these issues. Indeed, to date, the link between these different aspects that affect managerial decisions in competitive markets is not yet established in a unified point of view. As such, we believe that the connection established in the present research may contribute to an improved understanding of that decision-making process. The work comprises two fundamental components. First, a theoretical review of concepts and latest developments in each of the different themes which are later combined. After such review, a discrete-time model that makes the connection between these theories is developed. Such model departs from the analysis of Mauer and Ott (2000) and Smit and Trigeorgis (2004). Afterwards, a numerical simulation is performed and the findings from such analysis are described. The results, from the simulation performed show that the existence of competition in non-purely competitive markets does produce a significant impact in managerial decisions.

Este trabalho pretende incorporar numa perspectiva unificada três diferentes temáticas das finanças empresariais: a flexibilidade operacional presente em projectos de investimento através dos denominados modelos de opções reais; a existência de custos de agência em consequência de estratégias de financiamento que recorrem a capitais próprios e a capitais alheios; a concorrência entre empresas, em mercados não puramente concorrenciais, analisada através da teoria de jogos. Pretende-se com este trabalho trazer uma perspectiva integradora de análise que constitua uma mais valia para a literatura e que permite trazer novos prismas de abordagem a estas questões. Com efeito, até ao presente, a ligação entre estes diferentes aspectos, que afectam a tomada de decisões empresariais em mercados concorrenciais, ainda não se encontra estabelecida de uma forma unificada. Como tal, julgamos que a ligação aqui estabelecida pode contribuir para uma melhoria na compreensão dessa mesma tomada de decisões. O trabalho desenvolvido inicia-se com uma revisão teórica dos principais conceitos e desenvolvimentos mais recentes em opções reais, teoria da agência e teoria dos jogos. A seguir, desenvolve-se um modelo a tempo discreto que unifica essas mesmas teorias. Tal modelo desenvolve-se a partir da análise de Mauer e Ott (2000) e da de Smit e Trigeorgis (2004). Posteriormente, procede-se a uma simulação e apresenta-se as conclusões da análise realizada. Os resultados encontrados demonstram que, na simulação realizada a existência de concorrência em mercados não puramente competitivos produz impactos significativos na tomada de decisões empresariais.

JEL Classification System: C70; G31; G32.

Document Type Doctoral thesis
Language English
Advisor(s) Filipe, José António Candeias Bonito
Contributor(s) Monteiro, João Carlos da Rocha e Cunha
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents