Document details

Immigrant social workers in the finnish welfare state: mutual challenges

Author(s): Carreira, Edgar da Silva

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10071/11978

Origin: Repositório do ISCTE-IUL

Subject(s): Immigrant social workers; Finnish state; Finnish welfare state; Highly-skilled migration in Finland; Immigration to Finland; Life stories; Trabalhador migrante; Trabalhador social; Serviço social; História de vida


Description

This master thesis is dedicated to the understanding of the challenges that both the immigrant Social Workers and the Finnish welfare state face when they meet each other. To assess the challenges of the Finnish welfare state, native Social Workers were interviewed, because they are seen as the most visible face of a welfare state. But in order to accomplish this, a vast theoretical background is provided about the Finnish state, the Finnish welfare state, and the migrations in Finland before the presentation of the empirical results. The results were obtained after the realization of deep ethno biographical interviews to get to know the life trajectories of four individuals (two immigrants and two Finnish nationals) that have at least completed the bachelor’s degree in Social Work in Finland or abroad. Its objective is to try to understand how the Finnish welfare state can better integrate the immigrant Social Workers that are needed into the Finnish Welfare State of nowadays that is struggling with the worsening of the dependency ratio mainly due to the ageing population and the low fertility rate. The focus of this work is predominantly transdisciplinar. The immigrant Social Workers went to Finland due to motives related to studies, and they have stayed, although without chances to by now work permanently as Social Workers, mainly because of the language barriers. Regarding the Finnish Social Workers, the cultural shocks with the service users call for the promotion of more and better intercultural dialogue.

Esta dissertação de mestrado é dedicada à compreensão dos desafios que tanto os Assistentes Sociais imigrantes como o Estado de Bem-estar finlandês encontram quando se cruzam. Para compreender os desafios para o Estado de Bem-Estar finlandês foram entrevistados Assistentes Sociais Finlandeses, pois estes são vistos como a face mais visível do Estado de Bem-Estar. Mas para atingir isto, uma vasta fundamentação teórica é proporcionada acerca do Estado finlandês, o Estado de Bem-Estar finlandês e as migracões na Finlândia antes da apresentação dos resultados empíricos. Estes resultados foram obtidos na sequência da realização de entrevistas etnobiográficas aprofundadas procurando conhecer os trajetos de vida de quatro indivíduos (dois imigrantes e dois nacionais da Finlândia) que tenham pelo menos completado a licenciatura em Serviço Social na Finlândia ou no estrangeiro. O objetivo passa por tentar compreender como o Estado de Bem-Estar finlandês pode integrar melhor os Assistentes Sociais imigrantes que são necessários no Estado de Bem-Estar finlandês de hoje em dia, e que enfrenta um agravamento do índice de dependência principalmente devido ao envelhecimento da população e à baixa taxa de fertilidade. O foco deste trabalho é predominantemente transdisciplinar. Os Assistentes Sociais imigrantes vieram para a Finlândia devido a motivos relacionados com os estudos, e acabaram por ficar, apesar de para já não terem hipóteses de trabalhar permanentemente como Assistentes Sociais, principalmente devido a barreiras linguisticas. Quanto aos Assistentes Sociais finlandeses, os choques culturais com os utentes parecem pedir a promoção de mais e melhor diálogo intercultural.

Document Type Master thesis
Language English
Advisor(s) Vieira, Ricardo Manuel das Neves; Cardoso, Maria Júlia
Contributor(s) Carreira, Edgar da Silva
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents