Document details

Práticas de responsabilidade social em empresas hoteleiras da cidade do Lobito – Angola: relação com a satisfação no trabalho e a orientação para o cliente

Author(s): Moisés, Gabriel Alberto

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10071/14618

Origin: Repositório do ISCTE-IUL

Subject(s): Psicologia social; Responsabilidade social das empresas; Satisfação no trabalho; Hotelaria; Satisfação do cliente; Lobito-Angola; Responsabilidade social das organizações; Orientação para o cliente; Corporate Social responsibility; Satisfaction in the work; Orientation for the customer; Hostelry;; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais


Description

A presente obra se reveste de uma temática muito pertinente nos nossos dias, responsabilidade social das organizações (RSO), tendo em conta a grande visibilidade que tem tido e o interesse que tem nascido no seio dos estudiosos, académicos e das organizações. A literatura tem dado relatos positivos das empresas que adotam as práticas socialmente responsáveis como estratégia para o alcance de seus objetivos. Com fim de contribuir para uma maior compreensão sobre a temática em Angola, nasceu no investigador a seguinte questão de investigação: Como as empresas hoteleiras da cidade do Lobito encaram as práticas de responsabilidade social? Que perceções têm os seus trabalhadores sobre o seu envolvimento nestas práticas? O objetivo principal é de analisar a relação entre a perceção práticas de RSO em empresas hoteleiras da cidade do Lobito e a orientação para o cliente, e consequentemente se a satisfação no trabalho pode mediar esta relação. Para avaliar os constructos sugeridos, foram aplicados inquéritos a 125 trabalhadores de diferentes empresas hoteleiras da cidade do Lobito, com idade compreendida entre os 19 a 53 anos de idade (44,8% do sexo feminino e 47,2% com formação média). Relativamente ao envolvimento das empresas hoteleiras em práticas de responsabilidade social, os resultados revelam que os trabalhadores consideram que as mesmas adotam medianamente práticas de RSO social e económica, apresentando menor envolvimento em práticas de cariz ambiental. Os resultados revelam também que apenas a perceção de envolvimento em práticas de RSO social explica a orientação para o cliente, o que apoia parcialmente a hipótese 1. O envolvimento em práticas de RSO económicas e ambientais não apresentam um efeito significativo. No que toca à satisfação no trabalho esta é apenas explicada pela perceção de envolvimento em práticas de RSO económicas e pelo exercício de cargos de chefia. Os resultados revelam que, ao contrário do proposto na hipótese. 2. a satisfação no trabalho não medeia a relação entre perceção de RSO e orientação para o cliente. O estudo conclui que as empresas devem adotar e fomentar práticas sociais mais responsáveis como política de estratégia de gestão, aumentando desta forma a perceção dos seus colaboradores a prática de RSO, visto que, a literatura concede tal suporte.

To present work it is covered of a very pertinent theme in our days, social responsibility of the organizations (RSO), tends in bill the great visibility that has been having and the interest that has been being born in the specialists' breast, academic and of the organizations. The literature has been giving positive reports of the companies that adopt the practices socially responsible as strategy for the reach of their objectives. With end of contributing for a larger understanding on the theme in Angola, he/she was born in the investigator the following investigation subject: How do the hotel companies of the city of Lobito face the practices of social responsibility? What perception has their workers on his/her involvement in these practices? The main objective is of analyzing the relationship among the perception of the practices of RSO in hotel companies of the city of Lobito and the orientation for the customer, and consequently if the satisfaction in the work can mediate this relationship. To evaluate the suggested variable, they were applied inquiries to 125 workers of different hotel companies of the city of Lobito, with age understood among the 19 to 53 years of age (44,8% female and 47,2% with medium formation). Relatively to the involvement of the hotel companies in practices of social responsibility, the results reveal that the workers consider that the same ones adopt practices of social RSO and economic middling, presenting smaller involvement in practices of environmental slope. The results also reveal that just the involvement perception in practices of social RSO explains the orientation to the customer, what supports the hypothesis 1 partially. The involvement in practices of RSO economics and environmental they don't present a significant effect. In what he/she plays to the satisfaction in the work this is explained just by the involvement perception in practices of RSO economic and for the exercise leadership of positions. The results reveal that, unlike proposed him/it in the hypothesis 2, the satisfaction in the work doesn't mediate the relationship between perception of RSO and orientation for the customer. The study concludes that the companies should adopt and to foment more responsible social practices as politics of administration strategy, increasing this way their collaborators' perception the practice of RSO, because, the literature grants such support

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Duarte, Ana Patrícia; Neves, José Gonçalves das
Contributor(s) Moisés, Gabriel Alberto
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents