Document details

Serão as pessoas mais racionais menos infiéis ou será tudo uma questão de compromisso?

Author(s): Moura, Inês Maria Teixeira

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10071/15160

Origin: Repositório do ISCTE-IUL

Subject(s): Psicologia do comportamento; Comportamento racional; Fidelidade; Intimidade; Liberdade sexual; Commitment; Thinking Style; Extradyadic Involvemen; Intimacy; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais


Description

Comportamentos extra-diádicos (CED) referem-se a comportamentos de cariz íntimo que possam existir com alguém que não seja o parceiro. Estando o estilo de pensamento (experiencial vs. racional) associado à forma como as pessoas se comportam nas suas interações sociais, este poderá ter alguma influência na tendência para ter CED. Devido ao processamento superficial das pessoas tendencialmente experienciais, é provável que estas tenham uma maior probabilidade de se envolver nestes comportamentos. Assim, este estudo procurou analisar a associação entre estilo de pensamento e o compromisso, com o objetivo de melhor compreender o CED emocional e físico, bem como a perceção de intimidade emocional e física, sentida com parceiros fora da relação primária. Os participantes estavam todos envolvidos numa relação amorosa (N = 213; 77 mulheres, 136 homens; Midade = 43.68, SD = 9.43) e inscritos num site de encontros dirigido para indivíduos em relacionamentos – Second Love. Os resultados mostraram que o pensamento experiencial está mais associado aos CED e a um maior nível de intimidade sentida pelo parceiro extra-diádico, comparativamente com o pensamento racional, mas apenas quando o compromisso é baixo. Estes resultados são importantes para o desenvolvimento da literatura nos CED, uma vez que vieram acrescentar uma nova variável (estilo de pensamento) ao contexto dos relacionamentos amorosos, que poderão ter implicações práticas ao nível da intervenção clínica nos casais.

Extradyadic Involvement (EDI) refer to intimate behaviours that might exist with someone other then a person’s partner. Considering that the thinking style (experiential vs rational) is associated with the manner in which people behave in their social interactions, this might have some influence in the tendency to engage in (EDI). Since people who tend to be experiential have a more superficial processing, it’s likely that they have a higher probability to involve in such behaviors. Therefore, this study’s main goal was to analyze the association between the style of thought and a commitment to ultimately try to better understand emotional and physical (EDI), as well as the perception between emotional and physical intimacy felt with partners outsider the primary relation. The main participants of the study were all involved in a loving relationship (N = 213; 77 women, 136 men; Mage= 43.68, SD = 9.43) and enrolled on a dating Website targeting individuals in a relationship – Second Love. Results showed that experiential though is more connected to EDI and to a higher level of intimacy felt between the extradyadic partner, compared to rational behavior, but only when commitment is low. These results are important to advance literature in EDI, since it brings a new variable (thinking style) into the context of loving relationships which might have practical implications in terms of couples' clinical therapy.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Rodrigues, David
Contributor(s) Moura, Inês Maria Teixeira
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents