Document details

A importância da "positive deviance" na segurança do doente com obesidade mórbida

Author(s): Santos, José Manuel Martins dos

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10071/16140

Origin: Repositório do ISCTE-IUL

Subject(s): Gestão da saúde; Satisfação do doente; Obesidade; Psicologia positiva; Mudança de comportamento; Positive deviance; Patient safety; Bariatric surgery; Negative events; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais


Description

A ideia e a criação do termo positive deviance, por Richard Pascale e Jerry Sternin, em 2005, surgiu da constatação de que alguns indivíduos com os mesmos recursos e as mesmas condições de trabalho, conseguiam resultados mais eficazes. A positive deviance passou a ser usada para descrever comportamentos ganhadores e evidenciar organizações com estratégias de sucesso. As iniciativas na área da segurança do doente continuam a focar-se nos eventos negativos, no erro e na culpabilização dos responsáveis. Este processo de "negative deviance" ajuda a entender a causa dos erros com os doentes e, através da sua correção, procura reduzir os danos e o número de situações adversas, fazendo, no entanto, pouco sobre a segurança do doente. Pelo contrário, a "positive deviance" (desvio positivo) assenta na capacidade de um grupo/individuo organizar modelos dentro do seu trabalho, com recurso a estratégias de sucesso pouco comuns para resolver problemas comuns. A "positive deviance" baseia-se na mudança de comportamento dos indivíduos, equipas e/ou organizações de forma a encorajar a utilização de novos métodos como a transferência e a partilha das melhores práticas, no sentido de melhorar os cuidados e a segurança dos doentes. Tendo em consideração a segurança do doente submetido a cirurgia bariátrica iremos tentar identificar duas práticas de desvio positivo, em serviços cirúrgicos, nos quais tenha sido referenciado um elevado desempenho, no sentido de percecionar as potencialidades e limitações da aplicação do desvio positivo na promoção da segurança do doente e na otimização de recursos.

The idea and the creation of the term positive deviance, by Richard Pascale and Jerry Sternin in 2005, came from the realization that some individuals with the same resources and the same working conditions achieved more effective results. Positive deviance has been used to describe winning behaviors and evidence organizations with successful strategies. Patient safety initiatives continue to focus on the negative events, misrepresentation and blame of those responsible. This negative deviance process helps to understand the cause of errors with patients and, through its correction, seeks to reduce the damage and number of adverse situations, while doing little about patient safety. On the contrary, the positive deviance is based on the ability of a group / individual to organize models within their work, using unusual strategies of success to solve common problems. Positive deviance is based on the behavioral change of individuals, teams and / or organizations to encourage the use of new methods such as the transfer and sharing of best practices to improve patient care and safety. Considering the safety of the patient undergoing bariatric surgery, we will try to identify two positive deviation practices in surgical services, in which a high performance was observed, to perceive the potentialities and limitations of applying positive deviation in promoting safety and optimization of resources.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) França, Margarida
Contributor(s) Santos, José Manuel Martins dos
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents