Document details

As competências de uma equipa de sonho: validação de um modelo de competências de equipa multidimensional

Author(s): Correia, Andreia Moreira de Brito

Date: 2010

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10071/3998

Origin: Repositório do ISCTE-IUL

Subject(s): Equipas; Eficácia de equipa; Competências de equipa; Competências transversais; Teams; Team efficacy; Team competencies; Generic competencies


Description

As equipas nas organizações não constituem uma panaceia para todos os seus problemas dado que algumas equipas são mais eficazes que outras. O que distingue então estas equipas? Mais do que conhecimentos técnicos, as equipas necessitam de possuir competências transversais que lhes permitam ter a adaptabilidade necessária a um contexto em mudança. Devido à escassez de estudos empíricos que relacionem as competências de equipa à eficácia da equipa, esta dissertação propõe um modelo para estudo. Adicionalmente, objectiva realizar o primeiro passo no estudo deste modelo ao validar empiricamente o modelo de competências de equipa proposto pela literatura mais recente. É testado se as competências de equipa possuem três componentes – Atitudes, Comportamentos e Cognições. Neste estudo participaram 1887 indivíduos, pertencentes a 630 equipas de uma competição de gestão, tendo respondido a dois questionários. As medidas deste estudo foram operacionalizadas tendo em conta o referencial de equipa, mas os dados foram analisados ao nível individual. Os resultados contestam a hipótese colocada, indicando que as competências de equipa são melhor estruturadas numa lógica de fases de actividade. Desta forma, uma equipa de sonho necessita de possuir competências de actuação (para uma fase de acção), regulação (para uma fase de transição) e manutenção da equipa (transversal ao período de funcionamento da equipa). Esta dissertação apresenta contributos ao nível teórico – ao avaliar empiricamente um modelo conceptual –, e ao nível prático dado que aumenta o conhecimento de como seleccionar, formar e manter equipas com vista à eficácia do seu trabalho.

Teams in organizations are not a panacea for all their problems because some teams are more effective than others. What distinguishes these teams then? More than technical expertise, the teams need to possess soft skills to enable them to have the necessary adaptability to a changing environment. Due to the scarcity of empirical studies that relate team competencies and team effectiveness, this thesis proposes a model for study. Additionally, we intent to perform the first step in studying this model by empirically validate the model proposed by the most recent literature of team competencies. It is tested if the team competencies have three components - Attitudes, Behaviors and Cognitions. This study involved 1887 individuals from 630 teams in a management competition, having responded to two questionnaires. The measures in this study were operationalized in view of the team reference, but the data were analyzed at the individual level. The results refute the hypothesis raised, indicating that the team competencies are better structured with a logical of activities phases. Thus, a dream team needs to have competencies to act (for an action phase), to regulate (for a transition phase) and to maintain the team (cross-operating period of the team). This thesis presents contributions in a theoretical level - by empirically evaluate a conceptual model - and in a practical level because it increases knowledge of how to select, train and maintain teams for the effectiveness of their work.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Passos, Ana
Contributor(s) Correia, Andreia Moreira de Brito
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents