Document details

Eficiência dos mercados accionistas europeus: efeito dia-da-semana

Author(s): Martins, Ana Alexandra Afonso

Date: 2012

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10071/5291

Origin: Repositório do ISCTE-IUL

Subject(s): Testes de hipóteses; Day of the week effect; Anomalia; Eficiência dos mercados; Hypothesis testing; Anomalies; Market efficiency


Description

Este trabalho pretende testar a hipótese da eficiência de mercado na forma fraca, isto é, a suposição de que os preços das acções reflectem sempre toda a informação pública disponível, através da verificação da presença ou não do efeito dia-da-semana. Testa-se o processo de geração de rendibilidades de acções segundo as hipóteses Trading Time (assume que a rendibilidade esperada é igual para cada dia da semana) e Calendar Time (assume que a rendibilidade esperada à segunda-feira é o triplo da rendibilidade esperada nos outros dias da semana). A análise baseia-se na evolução diária dos principais índices accionistas europeus e internacionais, entre 1988 e 2011, durante o período integral e nos seguintes subperíodos: antes da introdução do Euro (1988-1998), após a introdução do Euro (1999-2011), no período anterior à crise da dívida soberana dos países europeus (2000-Julho/2007) e desde o início desta (Agosto/2007-2011). Os resultados da hipótese Trading Time sugerem a existência de um efeito segunda-feira nos índices da Grécia, da Itália, do Japão e de Hong Kong, que rejeitam a hipótese da eficiência de mercado a um nível de significância de 5% e de 10%. A hipótese Calendar Time é rejeitada pelos índices da Grécia e de Hong Kong, a um nível de significância de pelo menos 5%, concluindo-se que a rendibilidade esperada à segunda-feira não será o triplo da dos outros dias da semana. Por último, constatamos que, segundo ambas as hipóteses Trading Time e Calendar Time, vários índices em alguns subperíodos analisados rejeitam a hipótese da eficiência de mercado, concluindo-se pela ineficiência destes mercados accionistas.

This work aims to test the market efficiency hypothesis in weak form, i.e. the assumption that stock prices always reflect all public available information, by verifying the presence or absence of the day-of-the-week effect. Test the shares generating returns process according to the assumptions Trading Time (assumes that the expected return is equal for each day of the week) and Calendar Time (assumes that the expected return on Monday is three times the other weekdays expected return). The analysis is based on the daily evolution of the main european and international stock indexes, between 1988 and 2011, during the whole period and the following sub-periods: before the introduction of the Euro (1988-1998), after the introduction of the Euro (1999 to 2011), in the period before the sovereign debt crisis of european countries (2000-July/2007) and since its beginning (August/2007-2011). The Trading Time hypothesis results suggest the existence of a Monday effect in the indexes of Greece, Italy, Japan and Hong Kong, which reject the efficiency market hypothesis at a significance level of 5% and 10%. Calendar Time hypothesis is rejected by the indexes of Greece and Hong Kong, a significance level of at least 5%, concluding that the expected return on Monday will not be the triple of the other weekday’s returns. Final, we note that, according to both hypotheses Trading Time and Calendar Time, several indexes in some analyzed sub periods reject the efficiency market hypothesis, so we can conclude for the inefficiency of these equity markets.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Oliveira, Luís
Contributor(s) Martins, Ana Alexandra Afonso
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents