Document details

Funcionários da verdade: profissionalismo e responsabilidade social dos jornalistas do serviço público de televisão

Author(s): Andringa, Diana

Date: 2013

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10071/5886

Origin: Repositório do ISCTE-IUL

Subject(s): Autonomia; Constrangimentos; Informação; Jornalistas; Telespectadores; Autonomy; Constraints; Information; Journalists; TV viewers


Description

Assumindo a importância da Imprensa no bom funcionamento das sociedades democráticas, o papel da televisão na informação do povo português e as especiais responsabilidades que cabem à RTP, no âmbito do Contrato de Concessão do Serviço Público de Televisão, pretendeu-se estudar a forma como os jornalistas que nela prestam serviço encaram a sua responsabilidade social. Assumindo também que o exercício da responsabilidade pressupõe liberdade, como postula o texto conhecido como Relatório MacBride sobre a Nova Ordem Internacional de Informação (1980), prestou-se particular atenção aos constrangimentos que podem pesar sobre a atividade desses jornalistas. E tendo a RTP passado de uma situação de monopólio a uma situação de concorrência, procurou-se também verificar se essa mudança provocara alterações no que respeita quer à noção de responsabilidade social dos jornalistas, quer aos constrangimentos enfrentados. Considerou-se importante, para esse fim, estudar quer as condições de produção da informação, quer o produto final oferecido aos telespectadores. Recorreu-se, para tal, a entrevistas semi-diretivas, observação participante, questionários, análise documental e estudo de casos. Dado que a investigadora foi, ela própria, ao longo de 23 anos, jornalista na RTP, entendeu assumir essa condição ao longo de todo o trabalho, sem esquecer, naturalmente, a necessária vigilância epistemológica.

The importance of the Press for the correct functioning of democratic societies, the special role of television in the information of Portuguese people, and the responsibilities of RTP, as expressed in the mandate of the Public Service Television Contract, are the starting assumptions for this work. The study subject is the understanding, by the journalists serving in the Public Television, of their own social responsibilities. The necessity of freedom for exercising responsibility, as postulated in the MacBride Report on New World Information and Communication Order (1980), requires special attention is given to the constraints on the journalists' activities. And, since RTP changed recently from a situation of monopoly to that of competition, there was an attempt to verify whether that had introduced changes in what respects either the constraints or the notion of social responsibility itself. For the pursuit of this goal, also the study of the conditions for information production and the study of the final product were considered necessary. Semi-directed interviews, participant observation, questionnaires, documental analysis and case studies were used. Since, the researcher was, herself, a journalist in RTP for 23 years, that experience is assumed along the full study and text, naturally keeping in mind the necessary epistemological vigilance..

Document Type Doctoral thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Guinote, José Manuel Rebelo
Contributor(s) Andringa, Diana
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents