Document details

Contágio da crise da dívida soberana na área do euro no período de 2007 a 2013: os casos de Portugal, Grécia e Irlanda

Author(s): Pereira, Inês de Jesus Prates

Date: 2013

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10071/7271

Origin: Repositório do ISCTE-IUL

Subject(s): Modelo DCC-GARCH; Contágio; Fuga para a qualidade; Crise da dívida soberana da área do euro; Financial contagion; Flight-to-quality; Euro sovereign debt crisis; DCC-GARCH model


Description

Este estudo analisa o co-movimento entre o mercado obrigacionista português e o mercado obrigacionista grego, irlandês e alemão, após o início da crise do subprime (2007 a 2013). Pretende-se com este trabalho perceber se existiram evidências de contágio entre o mercado obrigacionista português e o mercado obrigacionista grego e irlandês e se existiram fluxos de capitais do mercado obrigacionista português e grego para o mercado obrigacionista da Alemanha (fuga para a qualidade), nos períodos de crise identificados (desde o início da crise do subprime até ao 1º trimestre de 2013). O estudo permite também averiguar se existe um decoupling entre o mercado obrigacionista de Portugal e da Grécia e uma aproximação dos mercados obrigacionistas de Portugal e Irlanda, como tem vindo a ser percecionado pelos investidores. A análise é realizada através da estimação de modelos econométricos DCC-IGARCH, utilizando dados diários dos yields das OT com maturidade a 10 anos do mercado obrigacionista de Portugal, Grécia, Irlanda e Alemanha. Os resultados obtidos sugerem a existência de contágio entre o mercado obrigacionista grego e português na maior parte das crises identificadas. A análise da evolução da correlação entre os mercados obrigacionistas, no final do período em estudo, indicia a não existência de decoupling entre os yields de Portugal e da Grécia e um afastamento entre os yields de Portugal e Irlanda. São evidentes, na maior parte das crises identificadas (inclusive nas verificadas em 2012 e 2013), fluxos de fuga para a qualidade do mercado obrigacionista português e grego para o alemão. Palavras-chave: contágio; fuga para a qualidade; crise da dívida soberana da área do euro; .

This work aims to analyse the co-movements between the Portuguese and the Greek, Irish and German government bond market, after the subprime crisis (2007 to 2013). Its double objective is to detect the existence of contagion between the Portuguese market and the Greece and Ireland markets and to explore the phenomena of flight-to-quality, by taking a look at the capital flows moving from the Portuguese and Greek bond markets to the German bond market. This study also investigates if Portugal bond market is decoupling from Greek bond market and approaching the Irish market situation, seen as a better one by the market participants. The analysis is undertaken through econometric estimations (DCC-IGARCH models), using daily data for the yields of 10 year maturity government bonds of Portugal, Greece, Ireland and Germany. The obtained results suggest the existence of contagion between the Greek and the Portuguese market. The correlation between the Portuguese and Greek yields at the end of the analysed period indicates the not existence of decoupling between the two countries. By other hand, the correlation between Portugal and Ireland shows these countries are heading to different directions. During most of the identified crises periods, flight-to-quality flows are evident from the Portuguese and Greek bond markets to Germany.

Códigos JEL: E43, E44 e G15.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Lagoa, Sérgio Miguel Chilra
Contributor(s) Pereira, Inês de Jesus Prates
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents