Document details

O estudo do burnout numa amostra de forças de segurança

Author(s): Viegas, Ana Luísa Coelho Fa

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.12/3886

Origin: Repositório do ISPA - Instituto Universitário

Subject(s): Burnout; Desejabilidade social; Forças de segurança; Desirability; Security forces


Description

O stress ocupacional é aquele que permite a evolução se vivido de uma forma positiva, porém se este se torna crónico pode contribuir para o desenvolvimento do Burnout. O objectivo deste estudo é estudar o Burnout em diferentes amostras de Forças de Segurança, comparando os agentes da P.S.P e os guardas da G.N.R. O papel das forças de segurança nas sociedades ocidentais tem vindo a sofrer uma significativa transformação, reflectindo as mudanças económicas, sociais e tecnológicas nas comunidades bem como a implementação de modelos sociais e políticos de cariz democrático que se baseiam na defesa dos direitos individuais dos cidadãos. Este tipo de mudanças torna a função das Forças de segurança cada vez mais complexa e exigente. O estudo teve como amostra intencional de informantes estratégicos por “bola de neve” 65 guardas e 122 agentes. Através da escala MBI-GS (Schaufeli, Leiter, Maslach y Jackson.; 1996; Nunes, 2003), da escala de Desejabilidade Social (Barros, 2003) e do questionário Sóciodemográfico e Profissional (Viegas & Patrão, 2010) fomos verificar o impacto das variáveis no Burnout, comparando as duas amostras. O modelo multidimensional do Burnout não foi verificado no presente estudo. Verificou-se que ambas as amostras apresentavam valores baixos para as dimensões exaustão e realização Pessoal em oposição aos valores elevados para a dimensão da despersonalização. Em conclusão, os níveis do Burnout não apresentam diferenças significativas entre as duas amostras estudadas. Para terminar, deve-se referir que o resultado da escala de Desejabilidade Social determinou que as respostas dadas estão contaminadas com respostas socialmente aceitáveis.

ABSTRACT: Occupational stress is that which allows the evolution experienced in a positive way, but if it becomes chronic can contribute to the development of burnout. The purpose of this study is to examine the burnout in different samples of Security Forces, comparing the members of PSP and of GNR. The role of security forces in Western societies has been undergoing a significant transformation, reflecting the changing economic, social and technological communities and the implementation of social and political models of nature that are based on the democratic rights of individual citizens. Such changes make the role of security forces increasingly complex and demanding. The study has as sample of informants, by strategic "snowball", 65 officers and 122 guards. Through the range MBI-GS (Schaufeli, Leiter, Maslach y Jackson., 1996; Nunes, 2003), Social Desirability Scale (Barros, 2003) and the Socio-demographic questionnaire, and Training (Viegas & Patrão, 2010) we check the impact of variables on burnout, comparing the two samples. The multidimensional model of burnout was not observed in this study. It was found that both samples had low values for the dimensions of exhaustion and personal accomplishment as opposed to high value for the dimension of depersonalization. In conclusion, the burnout syndrome is not significantly different between the two samples. Finally, it should be noted that the outcome of the Social Desirability scale determined that the answers are contaminated with socially acceptable answers.

Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Patrão, Ivone Alexandra Martins
Contributor(s) Viegas, Ana Luísa Coelho Fa
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents