Document details

Julgamento, expectativas emocionais e acção moral : Que relação? Que consistência?

Author(s): Costa, Rita

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.12/3930

Origin: Repositório do ISPA - Instituto Universitário

Subject(s): Julgamento moral; Acção moral; Consistência moral; Emoções e delinquência Juvenil; Moral judgment; Moral action; Moral consistency; Emotions and juvenil delinquency


Description

O presente estudo pretende contribuir para um melhor entendimento sobre a relação entre julgamento e acção moral. De um modo particular, pretende-se analisar se: (1) jovens delinquentes apresentam níveis de julgamento moral mais baixos, orientados para o próprio (e.g., baseadas no ganho próprio ou em custos para o próprio), e minoritariamente orientadas para as normas ou para custos infligidos a terceiros, quando comparados com jovens que nunca cometeram uma transgressão grave; (2) existem diferenças entre os dois grupos na intensidade de emoções negativas que os jovens esperariam sentir após uma transgressão moral grave, (3) existe uma relação entre raciocínio moral e atribuição de emoções em situações de transgressão moral; e (4) se existem diferenças entre estes dois grupos de jovens quanto à força ou consistência das justificações dadas, quando colocados no papel de transgressor. Para a elaboração do estudo prevê-se a participação de 160 jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 17 anos, onde 80 jovens estão referenciados por conduta delinquente e 80 por nunca terem praticado uma transgressão grave. Para dar resposta às hipóteses de investigação do presente estudo serão utilizados quatro dilemas morais, que caracterizam distintas situações de transgressão moral e que foram utilizados anteriormente por Krettenauuner & Dana (2006), para analisar a relação entre a moralidade e as emoções conferidas por adolescentes em situações de transgressão.

ABSTRACT: The present study aims to contribute to a better understanding of the relationship between moral judgments and action. In a particular way, we intend to examine whether: (1) levels of juvenile offenders have lower moral judgment, self-oriented (eg, based on personal gain or cost to itself), and minority-oriented standards or for costs inflicted on others, when compared with young people who never committed a serious transgression, (2) differences between the two groups in the intensity of negative emotions that young people expect to feel after a serious moral transgression, (3) there is a relationship between reasoning and attribution of moral emotions in situations of moral transgression, and (4) whether there are differences between these two groups of young people about the strength or consistency of the justifications given when placed in the role of offender. For the preparation of the study is expected the participation of 160 young people, aged between 14 and 17, where 80 young people are referred for transgression conduct and 80 for never have played a serious transgression. In response to the research hypotheses of this study, will be used four moral dilemmas that characterize different situations of moral transgression and have been used previously by Krettenauuner & Dana (2006), to analyze the relationship between morality and emotions conferred by teenagers a situations of transgression.

Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Superior de Psicologia Aplicada

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Menéres, Maria Sofia Seabra Pereira Cabral
Contributor(s) Costa, Rita
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents