Document details

O envolvimento emocional dos pais e as preocupações parentais

Author(s): Crespim, Fátima Filipa de Almeida

Date: 2009

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.12/4422

Origin: Repositório do ISPA - Instituto Universitário

Subject(s): Envolvimento emocional; Bonding; Preocupações parentais; Emotional involvement; Bonding; Parental concerns; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia


Description

A clínica infantil levanta questões que se prendem com a realidade actual da dinâmica relacional entre pais e filhos. Exigências dos dias de hoje sobre ser pai, as problemáticas infantis e a ambivalência resultante das pressões profissionais e familiares, poderá provocar sentimentos de incapacidade, daí ser importante garantir as melhores condições para que se possam estabelecer bases sólidas e os cuidados adequados. A presente investigação pretende perceber se o envolvimento emocional dos pais influencia as preocupações parentais. Conjuntamente analisar: o tipo de envolvimento emocional mais comum nos pais; as diferenças no que se refere ao envolvimento emocional, conforme o sexo das crianças; as diferenças no que se refere ao envolvimento emocional dos pais, entre crianças em idade escolar e não escolar; quais as preocupações parentais mais manifestadas; se existem diferenças no que se refere às preocupações, de acordo com o sexo das crianças; e, se existem diferenças quanto às preocupações parentais, entre crianças em idade escolar e não escolar. Foi administrada a escala de Bonding e a de Preocupações Parentais a 70 pais, cujos filhos tinham idades entre 9 meses e 12 anos. Os resultados obtidos indicam que apenas existem diferenças significativas na subescala medos, que é influenciada pela existência de emoções não claramente relacionadas com o bonding. Verificou-se, ainda, que a generalidade dos pais apresenta um envolvimento emocional positivo com os seus filhos e que as maiores preocupações parentais situam-se na subescala problemas familiares e escolares, provavelmente mais relacionados com problemáticas ligadas à parentalidade do que com a criança.

ABSTRACT: Children’s clinic raises questions which relates with the current reality of relational Dynamics between parents and children. Today’s requirements about being a parent, children’s problems and the ambiguity resulting from professional and family pressures, may cause feelings of incapacity, therefore it’s important to guarantee the best conditions so that solid bases and the appropriate caring can be established. The present investigation intends to realize if the parent’s emotional involvement influences parental concerns. Also analyze: the most common type of emotional involvement, considering children’s gender; the differences in emotional involvement of parents among school aged and non-school aged children; which of parental concerns are most expressed; if there are differences in what refers to the concerns, according to children’s gender; and if any differences exist concerning parental concerns amongst school aged and non-school aged children. It was administrated the Bonding and the Parental Concerns scales to the parents, whose children’s ages were between 9 months and 12 years. The resulting scores indicate that there are only significant differences on the subscale fears which is influenced by the existence of emotions not clearly.

Dissertação de Mestrado apresentada ao ISPA - Instituto Universitário

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Crespim, Fátima Filipa de Almeida
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents