Document details

Confissões: A perspectiva de investigadores mais e menos experientes

Author(s): Neiva, Ana Elisabete Dantas

Date: 2008

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.12/4916

Origin: Repositório do ISPA - Instituto Universitário

Subject(s): Confissão; Falsa confissão; Suspeito; Interrogatório; Investigador; Confession; False confession; Suspect; Interview; Investigators; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia


Description

O presente estudo pretendeu aceder à perspectiva de investigadores mais e menos experientes em investigação, sobre o tema ‘confissão’, através de entrevistas semi-directivas realizadas a 60 investigadores pertencentes à Guarda Nacional Republicana. Constatou-se que, enquanto os investigadores menos experientes se encontravam mais centrados nos factores relativos ao suspeito, os investigadores mais experientes revelaram conferir maior importância aos factores relativos ao interrogatório. Verificou-se ainda serem os investigadores menos experientes quem confere maior importância aos factores relacionados com o investigador, tal como a experiência. Os investigadores menos experientes revelaram-se mais atentos ao tema das falsas confissões, enquanto que os investigadores mais experientes se focaram no tema da confissão. Ambos os grupos consideraram as técnicas de interrogatório como factor primordial para facilitar a confissão, sendo que o grupo mais experiente sublinha esta posição de forma mais acentuada. Existe ainda unanimidade em considerar a defesa de terceiros como principal factor potenciador de uma falsa confissão. No entanto, enquanto o grupo menos experiente elege a personalidade do suspeito como principal factor inibidor de uma confissão, e o contexto do crime enquanto factor primordial na inibição de uma falsa confissão, o grupo mais experiente considera o contexto de vida do suspeito como principal inibidor da realização de uma confissão, elegendo as técnicas de interrogatório como factor crucial na inibição da falsa confissão.

This study sought to access the perspective of researchers less and more experienced in research, on the theme ‘confession’, through semi-directive interviews made to 60 researchers belonging to the National Republic Guard. It appeared that, while the less experienced investigators were more focused on factors relating to the suspect, the more experienced researchers showed to give more importance to factors relating to the interrogation. It was also found to be the least experienced researchers who gives more importance to factors related to the researcher, has the experience. The less experienced researchers have proven to be more attentive to the issue of false confessions, while the most experienced researchers are focused on the theme of confessions. Both groups consider the interrogation techniques as a key to facilitate the confession, and the most experienced group underlines this position in a more pronounced way. There is also unanimous in considering the protection of others as the main factor leading to a false confession. However, while the less experienced group elects the personality of the suspect as the main factor of a confession, and the crime context as a key factor in the inhibition of a false confession, the most experienced group considers the life context as the main suspect inhibitor implementation of a confession, electing the interrogation techniques as a key factor in inhibiting the false confession.

Dissertação de Mestrado apresentada ao Instituto Superior de Psicologia Aplicada para obtenção de grau de Mestre na especialidade de Psicologia Clínica.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Pais, Lúcia Maria de Sousa Gomes Gouveia
Contributor(s) Neiva, Ana Elisabete Dantas
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents