Document details

Ansiedade aos exames/avaliações : estudando e caracterizando este fenómeno no Ensino Básico e Secundário

Author(s): Janeiro, Ana Catarina Calouro

Date: 2013

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.3/2322

Origin: Repositório da Universidade dos Açores

Subject(s): Ansiedade (Contexto Escolar); Autoconceito; Desempenho Escolar; Performance Anxiety; School Performance; Self-concept


Description

A ansiedade face aos exames/avaliações é uma constante na vida de qualquer estudante, pois os alunos ao longo de todo o percurso académico encaram vários momentos de avaliação que poderão despoletar sentimentos desagradáveis como o aumento da ansiedade. Este construto, aliado ao medo exagerado do insucesso escolar, às exigências e expetativas acarretadas pelos alunos e às transições de ciclos escolares, poderá influenciar o desempenho escolar, inclusive no desempenho das provas finais de ciclo de ensino, interferindo, assim, no rendimento académico do aluno. Neste sentido, o presente estudo tem como objetivo conhecer e compreender a ansiedade aos exames/avaliações nos estudantes que frequentam os anos letivos de transição de ciclo escolar no Ensino Básico e Secundário (4.º, 6.º, 9.º, 11.º e 12.º anos) de algumas escolas do Concelho da Ribeira Grande – Ilha de São Miguel. Pretende-se, também, conhecer e analisar o comportamento da variável ansiedade aos exames/avaliações em relação ao autoconceito, ao género, ao nível de escolaridade e às reprovações dos alunos. A amostra foi constituída por 748 alunos de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 9 e os 20 anos. Os dados foram recolhidos através do “Questionário da Ansiedade face aos Testes” e da escala “Autoconceito Forma A”. Os resultados indicam que a ansiedade face aos testes global e as dimensões tensão e pensamentos em competição correlacionam-se negativamente com o autoconceito global e as dimensões social, familiar e emocional. Verificando-se, assim, que menores níveis de ansiedade de desempenho estão relacionados com um autoconceito favorável e vice-versa. Os resultados mostram, também, que tanto os rapazes como as raparigas sentem níveis semelhantes de ansiedade face aos testes global, mas denota-se que as diferenças entre o género só foram encontradas na dimensão tensão, apresentando o sexo feminino níveis superiores aos do sexo oposto. Observou-se ainda que as médias de ansiedade face aos testes global variam consoante o ano de escolaridade, apresentando os alunos do 4.º ano níveis mais elevados de ansiedade de desempenho. Os resultados apontam, ainda, que os alunos com uma reprovação são os que apresentam níveis superiores de ansiedade face aos testes global e na dimensão tensão aos dos alunos com nenhuma ou com duas ou mais reprovações de ano escolar.

ABSTRACT: Anxiety towards examinations/assessments is a constant in the life of any student, for students throughout their academic life face various moments of assessment that may trigger unpleasant feelings like increased anxiety. This construct, along with the exaggerated fear of failure at school, the demands and expectations brought about by the students and the transition of school years, may influence school performance, including performance at the end of the education cycle, thus interfering in the academic performance of students. This way, the present study aims to know and understand test anxiety in students attending transitional school years (grades four, six, nine, eleven and twelve) of some schools located in the municipality of Ribeira Grande - Saint Michael’s island. It is also intended to understand and analyze the behavior of test anxiety in relation to the self-concept, gender, education level and students’ failures. The sample consisted of 748 students of both sexes, aged between 9 and 20. Data were collected through the "Test Anxiety Questionnaire" and the scale "Self-Concept Form A". The results indicate that anxiety towards tests and their two dimensions (tension and thoughts in competition) correlate negatively with the overall self-concept and with the social and emotional dimensions, as well as with the family’s background. The results confirm that lower levels of performance anxiety are related to a positive self-concept and vice versa. The results also show that both boys and girls feel similar levels of test anxiety, but the differences between genders were only found in the tension dimension (girls have more anxiety than boys). It was also observed that test anxiety changes according to the school year. For instance, fourth grade students present the higher anxiety levels. The results suggest that students with one school year failure present the higher levels of test anxiety when compared to those with none or with two or more school year failures.

Mestrado em Psicologia da Educação (Contextos Educativos).

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Carvalho, Célia Maria de Oliveira Barreto Coimbra; Caldeira, Suzana Nunes
Contributor(s) Janeiro, Ana Catarina Calouro
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents