Document details

Autenticidade e bem-estar: vivência e percepção!

Author(s): Balbino, Isabel Faustino

Date: 2015

Persistent ID: http://hdl.handle.net/11144/1872

Origin: Camões - Repositório Institucional da Universidade Autónoma de Lisboa

Subject(s): Autenticidade; Bem -Estar Psicológico; Bem-Estar Subjectivo; Relato por Informantes


Description

Este estudo visou analisar e compreender a relação entre a Autenticidade e o Bem-Estar das pessoas. Vários autores alegam que os estudos empíricos sobre a Autenticidade, individualmente e na sua relação com o Bem -Estar, são restritos. Não existem medidas específicas de Autenticidade validadas para a língua portuguesa. Paralelamente, diversos autores sugerem que é importante investigar os preditores do Bem-Estar nas suas diferentes dimensões Subjectivo e Psicológico em conjunto, usando diferentes métodos, indicadores e formas de relato. Sendo o Bem -Estar um forte indicador de Saúde Mental e a Autenticidade considerada como um recurso importante para o funcionamento humano pleno, considerou-se pertinente estudar a relação entre ambos os constructos. A amostra é constituída por 413 participantes, 69% são mulheres e 31% são homens, com idades compreendidas entre os 18 e os 85 anos e uma média de 40 anos de idade. Cerca de 40% concluiu o secundário, 42% o ensino superior e os restantes 18% frequentaram o ensino básico. O estudo foi transversal e a amostra não probabilística. Procurando colmatar as lacunas na investigação acima identificadas, estabeleceram -se três grandes objectivos: contribuir para a validação da versão portuguesa de uma escala de Autenticidade; analisar a associação entre Autenticidade, Bem Estar Psicológico e Bem-Estar Subjectivo; e analisar a relação entre a percepção de um indivíduo e de um informante sobre a Autenticidade e o Bem -Estar Subjectivo desse indivíduo. Os resultados foram obtidos através do programa SPSS mediante análise factorial exploratória, análise correlacional, análise de regressão múltipla e análise de comparação de médias. Todos os pressupostos das análises estatísticas foram assegurados. Os resultados indicam: (a) boas características psicométricas da versão portuguesa da EA (Wood et al., 2008), semelhantes às da versão original; (b) uma particular associação entre as dimensões da Autenticidade (particularmente a Auto-Alienação) e o Bem-Estar Psicológico (particularmente a Aceitação de Si); (c) que a Autenticidade é um preditor significativo do Bem-Estar Psicológico e do Bem-Estar Subjectivo. Relativamente à relação entre a percepção do próprio e um informante para a Autenticidade e o Bem -Estar Subjectivo (Satisfação com a Vida), as análises estimaram que (d) existe uma correlação positiva entre a percepção do próprio e a do informante particularmente quando referem que se conhecem bem; (e) os tipos de relação da díade apresentam associações específicas com diferentes variáveis; (f) a divergência de percepção nos relatos por sobrestimação do informante; (g) o tempo de duração das díades com papel (heterogéneo) na sua convergência perceptiva.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Galinha, Iolanda Costa
Contributor(s) Balbino, Isabel Faustino
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents