Document details

Do enquadramento legal do contrato de trabalho desportivo, à transparência e lealdade no futebol em Portugal

Author(s): Pereira, Élvio Fernando Teixeira

Date: 2014

Persistent ID: http://hdl.handle.net/11144/397

Origin: Camões - Repositório Institucional da Universidade Autónoma de Lisboa

Subject(s): Contrato de Trabalho Desportivo; Racismo; Verdade Desportiva; Violência.


Description

A presente dissertação tem como principal objectivo analisar o conceito de desporto na nossa cultura, desde a vertente mais básica, ou seja, o papel do Estado nesta temática, até ao enquadramento legal de um contrato de trabalhador desportivo. Como é evidente, a actividade física torna-se cada vez mais matéria de interesse público, o que impõe ao Estado procurar ajustar-se às necessidades, às capacidades e às aspirações dos cidadãos, assumindo deste modo um papel crucial para o desenvolvimento desportivo do país. Actualmente, o desporto é um negócio que gera cada vez mais capital económico, dado que os seus praticantes estão sujeitos a autênticos contratos de trabalho que os vinculam perante os seus Clubes/Empregadores. Todavia esta relação laboral apresenta especificidades relativamente à relação laboral comum. Tais especificidades, que são características desta relação laboral, são o objecto no qual se centra parte da investigação. Uma outra dimensão do estudo é a dopagem, que põe em causa a imagem do desporto, pois põe em causa os valores, princípios e regras, que deverão ser sempre honradas. Por fim é tratado o regime jurídico do combate à violência, ao racismo, à xenofobia e à intolerância nos recintos desportivos, de forma a possibilitar a realização dos mesmos com lealdade e segurança. Para a observação e análise destas temáticas, foram seleccionados seis estudo de caso que de alguma forma marcaram o desporto nacional, no: i) Desporto Escolar (neste caso, continua a marcar) - cabe ao Estado fazer um esforço ao nível financeiro para mantê-lo, pois classifica-se a actividade física como um recurso de qualidade de saúde mental/física da sociedade; ii) “Caso Nuno Valente” - a maneira muito pouco ética com que o F.C. Porto dirigiu este caso apelou particularmente a atenção e despertou a intenção de analisá-lo; iii)“Caso Bruma” - critica-se não só o tempo que a CAP demorou para tomar uma decisão, como também a sua sentença; iv)“Caso Nuno Assis” - os comentários a registar prendem-se com a atitude do CJ da FPF. Se a legislação assenta numa responsabilidade objectiva, ou seja, o resultado das análises é que determina imperiosamente as consequências disciplinares, não é coerente aceitar a justificação do CJ de que, para haver prova de doping, não chegam as provas científicas e são indispensáveis provas de que o acto foi voluntário; v)Comportamento dos adeptos do Sporting Clube de Portugal no Estádio da Luz, no jogo a contar para o campeonato nacional realizado a 29 de Novembro de 2011 – destacamos o facto de ter-se tratado de uma conduta altamente reprovável; vi) Castigo imposto ao Clube Desportivo Nacional da Madeira pelo comportamento racista dos seus adeptos – consideramos uma punição justa, pois actualmente é inadmissível que tais atitudes ainda sejam praticadas. A análise dos seis casos práticos no estudo permite verificar a complexidade do fenómeno desportivo e as tensões que lhe estão subjacentes, elementos que têm repercussões ao nível legislativo, organizativo e do funcionamento dos Clubes/Empregadores em Portugal.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Rangel, Rui de Freitas
Contributor(s) Pereira, Élvio Fernando Teixeira
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents