Document details

Síndrome de Munchausen por procuração na perspectiva dos profissionais de saúde

Author(s): Oliveira, Vanessa Sofia Marques

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.14/20733

Origin: Veritati - Repositório Institucional da Universidade Católica Portuguesa

Subject(s): Síndrome de Munchausen por Procuração; Suspeita e diagnóstico; Profissionais de saúde; Munchausen Syndrome by Proxy; Suspicion and diagnosis; Healthcare providers; Health professionals; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia


Description

O Síndrome de Munchausen por Procuração é uma forma relativamente rara, mas grave, de maus-tratos infantis causados pelo(a) cuidador(a) que induz sinais e sintomas de doença numa criança. Consequentemente, os esforços dos profissionais de saúde para realizar o diagnóstico leva a que as intervenções realizadas sejam desnecessárias e potencialmente prejudiciais para a criança. Assim, é necessário que exista por parte dos profissionais de saúde um alto índice de alerta para a possibilidade de estarem presentes sinais e sintomas que não se enquadram numa doença em particular, quando estes são resistentes ao tratamento ou quando evoluem para outra(s) doença(s). Assim, na formulação diagnóstica é fundamental a integração dos vários registos médicos do(s) menor(es) envolvido(s), uma comunicação consistente entre os profissionais de saúde bem como, uma abordagem multidisciplinar com as várias instâncias de proteção à criança, uma vez que o diagnóstico poderá ser controverso, difícil e acarretar repercussões legais e familiares. Neste sentido, o presente estudo pretende aceder à perspetiva dos profissionais de saúde, nomeadamente acerca de que critérios é que os mesmos avaliam como sendo determinantes para a sinalização num caso em que existe a suspeita de Síndrome de Munchausen por Procuração.

The Munchausen Syndrome by Proxy (MPBS) is one of the most serious, yet relatively rare, forms of child abuse, where the caretaker of a child fakes or induces real symptoms to make it look like the child is sick. Consequently, the efforts for Healthcare Providers to diagnose and provide treatment for a nonexistent condition often lead to unnecessary and potentially harmful interventions to the child. It is therefore essential that Healthcare Providers have a high degree of clinical suspicion and awareness for possible signs and symptoms that do not fit into a specific illness, when these signs or symptoms resist treatment or when they escalate into other diseases. When making a diagnosis, the combination of the different clinical data on the child is of the essence, as it is also crucial a consistent communication among Healthcare Providers, as well as a multidisciplinary approach with the various entities of child protection and safeguarding, since the final diagnosis may be not only controversial, but also difficult and lead to legal or family consequences. In this sense, this study intends to look into the Healthcare Providers' approach, namely to understand which are the key factors in the diagnosis of a potential condition of Munchausen Syndrome by Proxy.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Ribeiro, Catarina
Contributor(s) Oliveira, Vanessa Sofia Marques
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents