Document details

Coparentalidade no divórcio : a perspectiva de pais com filhos na pré-adolescência

Author(s): Pinheiro, Tânia Filipa Peixoto

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.14/20757

Origin: Veritati - Repositório Institucional da Universidade Católica Portuguesa

Subject(s): Coparentalidade; Divórcio; Exercício das responsabilidades parentais conjuntas; Coparenting; Divorce; Exercise of parental responsibilities; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia


Description

Independentemente da configuração estrutural familiar, a ativação coordenada e eficiente do subsistema coparental após o divórcio torna-se fulcral, devido às suas características moderadoras do impacto da dissolução conjugal no desenvolvimento das crianças (Lamela, Figueiredo, & Bastos, 2010). Assim, se não se renegoceiam regras o ambiente familiar é pautado por competição de imposição de autoridade( Alarcão, 2000). Nesse sentido, o objetivo deste estudo é compreender de que forma o exercício das responsabilidades parentais conjunto influencia o envolvimento parental e a coparentalidade após o divórcio. O estudo realizou-se no enquadramento de uma metodologia qualitativa e privilegiou a entrevista semi-estruturada como método de recolha. Participaram dois pais e quatro mães divorciados, exercendo responsabilidades em conjunto e com pelo menos um filho na pré-adolescência. A análise dos dados foi orientada pelos princípios da Grounded Theory, apoiada pelo software Nvivo. Desta análise salientam-se como principais conclusões que: o exercício das responsabilidades parentais conjunto parece ser um fator que influencia no envolvimento do pai que não reside com o filho em relação à mãe com quem o filho reside, assim pais retratam um menor envolvimento em atividades de vida diária do filho, em relação às mães. É também de salientar que a comunicação acerca das práticas coparentais entre ex-cônjuges é um fator com grande influencia no envolvimento de cada pai na vida do filho. Assim em grande maioria, os pais e mães que evidenciaram conflito na comunicação coparental representam um caráter mais descomprometido na implementação de práticas, à excepção de uma mãe que evidenciou um caráter mais regulado na comunicação coparental representativo de um padrão cooperativo. Na nossa perspetiva, o contributo deste tipo de fatores auxilia na compreensão dos processos da coparentalidade em pais divorciados, com implicações no ajuste de práticas profissionais a este nível.

The aim of this study was to examine how joint custody influence parental involvement and coparentais styles adopted after divorce. Regardless of family structural configuration, coordinated and efficient activation of coparental subsystem after divorce becomes crucial, because of its moderating characteristics of the impact of marital dissolution in the development of children (Lamela, Figueiredo, & Bastos, 2010). So, if you do not renegotiate rules the family environment is guided by the competition authority of tax (Alarcão, 2000). In this sense, the aim of this study is to understand so that the exercise of joint parental responsibilities influences parental involvement and co-parenting after divorce. The study was conducted in the framework of a qualitative methodology and focused in the semi-structured interview as a method of collection. They attended two parents and four divorced mothers, exercising of joint parental responsibilities and with at least one child in preadolescence. Data analysis was guided by the principles of Grounded Theory, supported by NVivo software. From this analysis it highlights the following main conclusions: the exercise of parental responsibilities set appears to be a factor that influences the involvement of the father who does not reside with the child in relation to the parent with whom the child resides, so parents portray less involvement in Daily child life activities in relation to mothers . It should also be noted that communication about coparentais practices between former spouses is a factor with great influence on the involvement of every parent in the child's life. Thus a large majority of parents who showed conflict in coparental communication represent a more uncompromising character in the implementation of practices, with the exception of a mother who showed a more regulated character in representative coparental communication of a cooperative pattern. In our perspective, the contribution of such factors helps in understanding the co-parenting processes in divorced parents, with implications for the adjustment of professional practice at this level.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Negrão, Mariana
Contributor(s) Pinheiro, Tânia Filipa Peixoto
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents