Document details

Cuidar de idosos dependentes : a sobrecarga dos cuidadores familiares

Author(s): Pereira, Sofia Raquel Duarte

Date: 2015

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.14/20778

Origin: Veritati - Repositório Institucional da Universidade Católica Portuguesa

Subject(s): Envelhecimento; Dependência; Cuidadores Familiares; Sobrecarga; Ageing; Dependency; Family Caregivers; Overload; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociais


Description

A sociedade atual é marcada pelo envelhecimento demográfico e, consequentemente, pelo surgimento de doenças crónicas e incapacitantes que exigem a presença de um cuidador para assegurar a prestação necessária de cuidados. É na família que, continuamos, a encontrar a primeira linha de apoio, onde a contínua prestação de cuidados conduz ao aumento da sobrecarga dos cuidadores, provocando problemas a nível físico, psicológico, emocional, social e económico. O principal objetivo deste estudo é avaliar a sobrecarga dos cuidadores familiares e, para isso, recorrer-se-á a um questionário sociodemográfico ao prestador de cuidados; à Escala de Sobrecarga do Cuidador (ESC) (Sequeira, 2007) para avaliar a sobrecarga e ainda ao Índice de Barthel que avalia o grau de dependência do idoso. Foi realizado um estudo quantitativo de cariz não experimental, transversal e correlacional/causal, no qual participaram 30 cuidadores familiares, maioritariamente do sexo feminino (86,7%), com média de 60,8 anos de idade (DP = 13,1). Entre os principais resultados alcançados podemos mencionar os que se seguem: quanto maior é o grau de dependência do idoso, maior é o nível de sobrecarga do cuidador; o aumento da duração da prestação de cuidados ao idoso tende a diminuir a sobrecarga do cuidador; os cuidadores que prestam menos de 24 horas diárias de cuidados apresentam maior sobrecarga no fator perceção de autoeficácia; os cuidadores que não possuem apoio da rede informal evidenciam maior sobrecarga ao nível do impacto da prestação de cuidados e, por último, os cuidadores que beneficiam do Serviço de Apoio Domiciliário (SAD) indicam maior sobrecarga na escala global e no fator impacto da prestação de cuidados.

Today's society is marked by demographic ageing and consequently the appearance of chronic and disabling diseases that require the presence of someone to provide the necessary care. It is in the family that we continue to find the first line of support, where continuous care, leads to increased burden on caregivers, causing problems in physical, psychological, emotional, social and economic level. The main objective of this study is to evaluate the overload on family caregivers and, therefore, will be made of a social demographic questionnaire to the person that takes care; the Caregiver Overload Scale (ESC) (Sequeira, 2007) to assess the burden and yet at the Barthel Index which evaluates the degree of dependency of the elderly. The main objective of this study is to evaluate the overload on family caregivers and, for this, a social demographic questionnaire to the person that takes care, the Caregiver Overload Scale (ESC) (Sequeira, 2007) to assess the burden and still the Barthel Index which evaluates the degree of dependency of the elderly will be referred to. A quantitative study was conducted of not experimental nature, transversal and correlational/causal, attended by 30 family caregivers, mostly female (86.7%), with an average of 60.8 years old (SD = 13.1). A quantitative study of non-experimental, transversal and correlational nature was carried out by 30 family caregivers, mostly female (86.7%), with an average of 60.8 years old (SD = 13.1). Among the main results achieved we can mention the following: the higher the degree of dependence of the elderly, the greater the level of overburden in caregiver; increasing duration of care to the elderly tends to decrease the burden on caregivers; caregivers who provide less than 24 hours of care have higher overhead on the perception of self-efficacy factor; caregivers who do not have support of the informal network show greater burden in terms of the impact of caregiving and, finally, caregivers benefiting from the Home Support Service (SAD) indicate greater burden on the global scale and the impact factor of performance care.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Duque, Eduardo Jorge
Contributor(s) Pereira, Sofia Raquel Duarte
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents