Document details

Avaliação do estado nutricional de idosos institucionalizados no Distrito de Braga

Author(s): Melo, Maria Manuela da Cunha Silva e

Date: 2014

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.14/23167

Origin: Veritati - Repositório Institucional da Universidade Católica Portuguesa

Subject(s): Idoso; Institucionalização; Estado nutricional; Dependência; Envelhecimento demográfico; Elderly; Institutionalisation; Nutritional state; Dependency; Demographic ageing; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas::Ciências da Saúde; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas::Ciências da Saúde; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas::Ciências da Saúde


Description

O progresso económico, científico e social veio proporcionar uma diminuição da mortalidade em todas as faixas etárias. A conjugação do decréscimo da fecundidade e da mortalidade faz com que a população idosa esteja progressivamente a aumentar. No envelhecimento demográfico altera-se a composição e a estrutura da pirâmide etária, levando a desequilíbrios e originando novos contornos sociais. Perante o grande aumento da longevidade dos cidadãos, a sociedade civil e política depara-se com um grande desafio que é proporcionar um envelhecimento de qualidade com dignidade e segurança. A nutrição constitui um dos aspetos que mais contribui para um envelhecimento saudável. Esta preocupação crescente revela que os problemas nutricionais, tanto por défice como por excesso, concorrem para a redução da qualidade de vida e o aumento da mortalidade, levando os idosos a necessitarem de mais cuidados de saúde. Preocupados com a importância da alimentação num envelhecimento saudável, propusemo-nos realizar este estudo, retratando o estado nutricional das pessoas idosas institucionalizadas, criando conhecimento que contribua para ajustar os cuidados de saúde às reais necessidades nutricionais e de saúde destas pessoas. Esta investigação, desenvolvida em Lares de Idosos do distrito de Braga, insere-se num tipo de estudo observacional e analítico de carácter quantitativo e teve como objetivo geral avaliar o estado nutricional e de saúde das pessoas idosas institucionalizadas. Da amostra fizeram parte 804 idosos, institucionalizados em dezasseis Lares, de catorze concelhos, do distrito de Braga, correspondendo a 20% do total de idosos institucionalizados no distrito. Foram avaliados alguns parâmetros antropométricos e de impedância bioelétrica, e aplicado o Mini Nutricional Assessment e o Índice de Barthel. Dos resultados encontrados destacamos que: os idosos estudados têm em média 81 anos, são maioritariamente mulheres, viúvas e não qualificadas; a maioria dos idosos apresenta uma dependência moderada para a realização das atividades de vida essenciais, com maior preponderância nos grupos etários dos 75 aos 84 anos, sendo superior nas mulheres; a prevalência das alterações nutricionais é elevada, dado que 5,8% dos idosos estão desnutridos e 52,2% com risco de nutrição, sendo estes transtornos mais frequentes nos mais idosos e no sexo feminino; o Índice de Massa Corporal vai diminuindo com a idade, sendo mais acentuada nos idosos a partir dos 85 anos; da impedância bioelétrica confirma-se que os homens, relativamente às mulheres, apresentam parâmetros mais elevados de peso, massa magra, massa muscular, massa óssea, taxa metabólica e gordura visceral. Estes valores vão diminuindo com a idade. As patologias mais frequentes são hipertensão arterial, dislipidemia, depressão, alterações de memória e diabetes tipo 2. O número de medicamentos prescritos varia entre zero e 10 fármacos e os idosos tomam, em média, 5 medicamentos, sendo as mulheres quem toma mais medicamentos. A maioria da amostra não pratica qualquer tipo de atividade física. Desta investigação sobressai a necessidade de intervenção junto dos: idosos institucionalizados, ao nível da prevenção dos transtornos nutricionais e de saúde, da monitorização da atividade física e da promoção do treino cognitivo; e dos profissionais e, de entre eles, os enfermeiros, que trabalham em Lares, através duma formação especializada na área dos idosos e do desenvolvimento dum trabalho de equipa que privilegie a interdisciplinaridade.

The economic, scientific and social progress has allowed a mortality reduction across all age groups. The combination of the decrease in fertility and mortality has been the cause of the increase in elderly population. The demographic ageing changes the structure and composition of the age pyramid, unbalancing and creating new social dimensions. The great increase in the longevity of citizens forces the civil and political society to face the great challenge of providing an ageing with quality, dignity and safety. Nutrition constitutes one of aspects that contributes the most towards a healthy ageing, this increasing concern shows that nutritional problems, both in deficit and in excess, rival in the decrease of the quality of life and increase of mortality, which results in making the elderly more dependent on health care procedures. Concerned with the importance of eating in a healthy ageing, we aimed to conduct this study, depicting the nutritional state of the institutionalized elderly, creating knowledge that allows the adjustment of health care to the real nutritional and health requirements of these people. This research, developed in the Nursing Homes for the elderly in the District of Braga, fell into a type of quantitative observational and analytical study and had the general aim of evaluating the nutritional and health state of the institutionalized elderly. The sample was composed of 804 elderly people, institutionalized in sixteen nursing homes, from fourteen municipalities, of the district of Braga, corresponding to 20% of the total institutionalized elderly in the district. Some Anthropometrical and bioelectrical impedance parameters were evaluated, and the Mini Nutritional Assessment as well as the Barthel index were applied. In the results we highlight that: the average age of the elderly in the study is 81 years, the majority are women, widowed and unskilled; the majority of the elderly show a moderate dependence in regards to the realization of essential life activities, with more prevalence in group ages from 75 to 84 years old, mostly in women; the occurrence of nutritional changes is high, given that 5,8% of the elderly are malnourished and 52,2% in risk of nutritional issues, with these disorders being more frequent in the oldest and in women; the Body Mass Index diminishes with age, becoming sharper in the elderly over 85 years old; the bioelectrical impedance confirms that men, relatively to women, present higher weight parameters, lean mass, muscular mass, bone mass, metabolic rate and visceral fat. These values decrease with age. The most frequent pathologies are arterial hypertension, dyslipidaemia, depression, memory changes and diabetes type 2. The number of prescription drugs varies between zero and ten drugs, and elderly take, in average, 5 medicaments, with women taking the most. Most of the people in the sample does has no physical activity. From the outcome of this research stands out the necessity of intervention on the: institutionalized elderly, at the nutritional and health disorder prevention level and on the tracking of physical activity and cognitive training promotion; and the professionals, among them the nurses which work in Nursing Homes, through specialized training in elderly area and in the development of a workforce that focus on interdisciplinarity.

Document Type Doctoral thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Araújo, Beatriz Rodrigues; Amado, João Manuel da Costa
Contributor(s) Melo, Maria Manuela da Cunha Silva e
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents