Document details

Género e multimodalidade na aula de ILE : compreender e comentar o texto publicitário

Author(s): Albuquerque, Ana Cristina Godinho de

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.14/24089

Origin: Veritati - Repositório Institucional da Universidade Católica Portuguesa

Subject(s): Escrever em LE; Géneros da escrita; Pedagogia dos géneros; Multimodalidade; Gramática do design visual; O ciclo de ensino/aprendizagem da escola de Sydney; EFL writing; Writing genres; Genre pedagogy; Mulitmodality; Grammar of visual design; The Sydney school teaching and learning cycle; Domínio/Área Científica::Humanidades::Línguas e Literaturas; Domínio/Área Científica::Humanidades::Línguas e Literaturas; Domínio/Área Científica::Humanidades::Línguas e Literaturas


Description

O presente trabalho analisa e avalia a produção escrita dos alunos de licenciatura em Comunicação Social e Cultural na disciplina de Inglês como língua estrangeira (ILE) ao longo de um semestre, através da elaboração e experimentação de materiais que associam a literacia visual (ou multimodal) ao domínio dos géneros da escrita. O objectivo foi descrever e analisar a forma como estes estudantes interpretam os textos multimodais, nomeadamente os anúncios publicitários impressos, e o modo como assimilaram os conteúdos e os recursos didáctico-pedagógicos utilizados. Trata-se de uma investigação em Línguística Aplicada que tem como finalidade a aplicação empírica de duas teorias elaboradas com base na Linguística Sistémico- Funcional de Michael Halliday: a teoria da semiótica social multimodal que sustenta a gramática do design visual (Kress & van Leeuwen, 2006) e a abordagem baseada em género da Escola de Sydney (Rothery, 1996; Martin, 1989; Martin e Rose, 2007, 2008). Se, por um lado, a gramática do design visual respondeu à necessidade de fornecer aos estudantes ferramentas para a interpretação dos recursos semióticos que compõem os textos publicitários utilizados como estímulo à produção escrita, a pedagogia dos géneros orientou a metodologia adoptada para a pedagogia da escrita. Enquadrados na metodologia de investigação-acção em contexto colaborativo, numa primeira fase piloto em 2009/10, contámos com a colaboração de uma colega que leccionou a disciplina nesse ano e, no ano seguinte, em 2010/ 11, com a participação dos três colegas da disciplina que também aceitaram testar o material didáctico. O estudo insere-se no paradigma qualitativo e incide sobre a análise de um pequeno corpus de 9 textos produzidos por três alunos de níveis diferentes (bom, médio e fraco) no contexto de sala de aula ao longo de um semestre em três momentos de avaliação distintos: teste diagnóstico, teste intermédio e teste final. Não sendo de forma alguma representativa, a pequena amostra pretende observar o desenvolvimento da capacidade de escrita em Inglês como língua estrangeira ao longo de um semestre no que diz respeito ao domínio do género em estudo, assim como analisar de que forma os conceitos introduzidos e a discussão sobre a análise dos textos multimodais efectuada na sala de aula transparece nos textos dos alunos. Em última análise, o presente estudo pretende fornecer dados para reflexão sobre a pedagogia da escrita em LE, no sentido de ajudar os estudantes universitários a tornaremse leitores mais críticos e perceptivos dos textos que lêem e escrevem.

This study assesses and analyses the written production of undergraduate Media Studies students in English as a Foreign Language (EFL), through the production and experimentation of pedagogical resources which associate visual (or multimodal) literacy to the genre-based approach to teaching writing. The aim was to describe and analyse how students interpret multimodal print advertisements and how they assimilate the contents of the teaching materials. Within an applied linguistics framework, the research aims to empirically apply two theories drawn from Michael Halliday’s Systemic Functional Grammar: the theory of multimodal social semiotics which supports the Grammar of Visual Design (Kress and van Leeuven, 2006) and the Sydney School genre-based approach (Rothery, 1996; Martin, 1989; Martin and Rose, 2007, 2008). On the one hand, the grammar of visual design provided students with the necessary tools to understand the semiotic resources of the print advertisements used as visual stimuli and, on the other, the genre-based approach offered the methodology for the writing pedagogy used in the project. Framed within action-research in a collaborative context, in the pilot phase we had the valuable collaboration of one colleague who taught the subject in 2009/10 and the following year, in 2010/ 11, of three colleagues who also agreed to use the teaching materials. The research is qualitative-based and covers the analysis of a small corpus of twelve texts produced by three students of three different levels (good, average and weak) in the context of three assessment moments: diagnostic test, midterm test and final test. Although the sample is too small to be truly representative, the aim was to observe the EFL writing skills development of the three students concerning mastery of the genre, and to see how the classroom discussions and input on analysis of multimodal texts were revealed through the students’ writing.

Document Type Doctoral thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Casanova, Isabel Salazar
Contributor(s) Albuquerque, Ana Cristina Godinho de
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents