Detalhes do Documento

O (anti)-imperialismo de J. A. Hobson na alvorada do séc. XX

Autor(es): Jesus, Ana Paula Lobato de cv logo 1

Data: 2013

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10451/10195

Origem: Repositório da Universidade de Lisboa

Assunto(s): Hobson, John Atkinson, 1858-1940 - Crítica e interpretação; Imperialismo; Internacionalismo; Liberalismo; Teses de mestrado - 2013


Descrição
Tese de mestrado, Estudos Ingleses, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2013Esta dissertação tem como propósito explorar o paradigma de imperialismo de J. A. Hobson, tanto na essência e pressupostos como nas respetivas limitações. Por isso, tornou-se necessário contextualizar Hobson histórica e politicamente nos finais do séc. XIX, período em que fervilhavam as teorias darwinianas, convenientemente utilizadas como justificação para a colonização britânica em África e para o racismo daí resultante, e em que o New Imperialism se impôs como uma fase mais agressiva da política colonial da Grã-Bretanha. Políticos conservadores como Disraeli e Joseph Chamberlain fomentaram no povo o orgulho pelo império e a manifestação de sentimentos patrióticos exacerbados, conhecidos genericamente por jingoísmo, atitudes que Hobson viria a deplorar por moldarem negativamente o carácter britânico. O presente estudo enquadra ainda Hobson na tradição liberal inglesa e realça o papel da expansão do império britânico e do capital financeiro na evolução do seu pensamento radical e anti-imperialista, bem como a influência que liberais como Cobden exerceram nos seus ideais internacionalistas. Sublinha-se também a importância dos grupos de discussão liberais e radicais, com os quais Hobson colaborou ativamente, e como a sua ida à África do Sul na qualidade de repórter da guerra dos boers constituiu um ponto de viragem fundamental na sua visão do imperialismo britânico e, em particular, das respetivas preocupações relativas ao impacto do imperialismo a nível interno. A investigação efetuada permite concluir que Hobson, apesar das inconsistências e algum exagero na forma como expôs as suas teorias, foi um homem à frente do seu tempo, com uma visão muito abrangente da realidade, que apresentou propostas muito concretas e viáveis não apenas para a melhoria da qualidade de vida dos britânicos, mas ainda para solucionar a problemática dos impérios.Abstract: This dissertation aims to explore the paradigm of imperialism of J. A. Hobson, both in its essence, assumptions and limitations. Therefore, it was necessary to contextualize Hobson historically and politically at the end of the19th century, when Darwinist ideas were stirring and being suitably used as a justification for the British colonization in Africa and consequent racism, and when New Imperialism imposed itself as a more aggressive phase of Britain's colonial policy. Conservative politicians such as Disraeli and Joseph Chamberlain encouraged English people to feel proud of the Empire and the expression of nationalist and patriotic feelings, generally known as jingoism, attitudes that Hobson would deplore for shaping British character negatively. This study places Hobson into the British liberal tradition and emphasizes the role of the expansion of the British Empire and the financial capital in the evolution of its radical and anti-imperialist thought, as well as the influence that liberals like Cobden wielded in his internationalist ideals. It also stresses the importance of liberal and radical discussion groups in which Hobson took an active part and the way his trip to South Africa as a reporter in the Boer War marked a turning point in his vision of British imperialism and, in particular, his concerns regarding the impact of imperialism at home. The undertaken research led to the conclusion that Hobson, despite inconsistencies and some exaggeration in the way he expressed his theories, was a man ahead of his time, with a far-reaching vision of reality and very specific and feasible proposals, not only for the improvement of the British people, but also to solve the problems of Empires.
Tipo de Documento Dissertação de Mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Ferreira, Júlio Carlos Viana
delicious logo  facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
degois logo
mendeley logo

Documentos Relacionados