Document details

A influência da estrutura do habitat na actividade de morcegos em montado

Author(s): Domingos, Cíntia Marques, 1990-

Date: 2013

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/10308

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Morcegos; Montado; Conservação da natureza; Alentejo - Portugal; Teses de mestrado - 2013


Description

O montado é um sistema agro-silvo-pastoril constituído por um coberto de árvores de variáveis densidades, aliado a diferentes tipos de sobcoberto, que incluem pastagens, campos cerealíferos e mato. As alterações de origem antropogénica têm vindo a criar um mosaico de habitats heterogéneos que suporta uma grande variedade de espécies, mas a sua importância biológica só é possível através da manutenção e gestão eficiente da sua complexa estrutura vegetal. Os morcegos são um grupo que desempenha um papel indispensável nestes sistemas. Uma vez que todos os morcegos do nosso país são insectívoros, contribuem para o controle das populações de insectos. Contudo, a intensificação da agricultura e alteração da estrutura deste habitat podem ameaçar os morcegos, por redução de habitat adequado e abrigos. Para desenvolver planos de gestão do montado que permitam compatibilizar a preservação dos morcegos com o seu uso pelo Homem, é necessário conhecer melhor a forma como este grupo utiliza o habitat e parâmetros que o afectam, nomeadamente a estrutura da sua vegetação. Assim, este estudo pretende verificar a existência de uma relação entre a actividade de morcegos e a estrutura da vegetação no montado e, para isso, comparou-se a riqueza e actividade de espécies de morcego em dois tipos de habitat diferentes - montado sem mato e montado com vegetação arbustiva. Além disso, foram também avaliadas a abundância de presas e que outros parâmetros do habitat e da estrutura da vegetação afectam a actividade dos morcegos. Para isso foram registados os sinais de ecolocalização dos morcegos e, simultaneamente, capturados insectos em 5 montados de diferentes zonas do Alentejo, sendo a presença de espécies relacionada com vários parâmetros da vegetação. A quantidade de alimento é maior nos montados com mato, embora não seja uma diferença significativa. Verificou-se que a actividade total dos morcegos é maior em áreas próximas de água e com menor densidade de árvores altas. Apenas P. pygmaeus aparenta preferir maior densidade de árvores. A presença de mato parece ser importante para a actividade total e, também, para quase todos os grupos de morcegos, à excepção de Myotis spp. que aparenta preferir zonas sem mato. A abundância de artrópodes é também importante para a actividade total, particularmente para P. kuhlii.

The montado is an agro-silvo-pastoral system, with highly variable tree cover density, along with a mosaic of grasses, cereals and shrubs, each contributing in its own way to the system. Years of anthropogenic changes in land use created a heterogeneous mosaic of habitats that supports many different animal and plant species. This biological importance is only possible through an efficient management of montado’s complex vegetation structure. Bats play a very important role in these systems. All bat species in our country are insectivorous, which means they help control insect populations. However, agriculture intensification and habitat structure changes may threaten bats, by reducing adequate habitat and availability of roosts. It is necessary to understand more about this group’s habitat use and what kinds of factors affect it, especially in regard to the vegetation structure, to be able to develop adequate conservation plans. The main goal of this study was to verify the relation between bat activity and the vegetation structure within montado. In order to reach that goal, we compared the richness and activity of bat species in two different habitat types, montado with and without a shrubby understory. Abundance of prey and other factors of the habitat and the vegetation structure that may affect the activity of bats were also evaluated. Bat echolocation signals were registered, along with simultaneous insect capture by light traps, in 5 different montados of Portugal, in the region of Alentejo. Although not significantly different, the abundance of prey is greater in montados with shrubby understory. Total bat activity is higher in areas closer to water with smaller tree density and taller trees. Only P. pygmaeus appears to prefer greater tree densities. Shrubby understory seems to be important for total bat activity, as well as for most other groups studied, except for Myotis spp., which seems to prefer areas without shrubs. Prey abundance seems to also be important for total bat activity and, in particular, for P. kuhlii.

Tese de mestrado. Biologia (Biologia da Conservação). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2013

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Palmeirim, Jorge M., 1957-; Rainho, Ana, 1971-
Contributor(s) Domingos, Cíntia Marques, 1990-
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents