Document details

Qualidade de vida e estado de saúde dos idosos : a perspectiva do próprio e a sua relação com a perspectiva do seu cuidador informal

Author(s): Correia, Patrícia Tomás Nogueira da Silva

Date: 2014

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/18085

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Qualidade de vida - velhice; Cuidados informais; Idosos; Teses de mestrado - 2014


Description

O presente estudo teve como objectivo explorar a qualidade de vida e o estado de saúde dos idosos e a relação existente entre a perspectiva dos idosos e a perspectiva dos seus cuidadores informais acerca dos mesmos. Trata-se de um estudo inferencial e correlacional com comparação entre grupos. Para isso, foi utilizado um Questionário Sociodemográfico e aplicados os instrumentos MMSE, IB, WHOQOL-Bref e SF-36. Ao nível da qualidade de vida os idosos apresentam uma melhor percepção nas relações sociais e uma pior percepção no domínio geral. No estado de saúde os idosos apresentam uma melhor percepção no funcionamento social e uma pior percepção no funcionamento físico. Na comparação das perspectivas dos idosos com os cuidadores informais sobre os mesmos, verifica-se que os cuidadores informais depreciam a qualidade de vida dos idosos em todos domínios, exceptuando o domínio geral, em que não se verifica incongruência entre as perspectivas, e que também depreciam a saúde geral, vitalidade, funcionamento social e desempenho emocional do estado de saúde dos idosos só não se verificando incongruência entre perspectivas no funcionamento físico, desempenho físico, dor corporal e saúde mental. Na comparação das dissemelhanças entre as diferenças de perspectivas, a idade do cuidador informal revelou que os cuidadores informais mais novos depreciam significativamente as relações sociais da qualidade de vida dos idosos e que os cuidadores informais mais velhos depreciam significativamente a vitalidade do estado de saúde dos idosos.

The current study aimed to explore the quality of life and health status of the elderly and the relationship between the elderly's perspective and the perspective of their informal caregivers about them. It was an inferential and correlational study with comparison groups. For this, we used a Socio-Demographic questionnaire and applied MMSE, IB, WHOQOL-Bref and SF-36 instruments. In terms of quality of life the elderly present a better perception on social relationships and a poorer perception in the general domain. In the health status the elderly present a better perception of social functioning and poorer perception in physical functioning. Comparing the elderly perspectives with the informal caregivers perspectives about the firsts, it appears that informal caregivers depreciate the quality of life of elderly in all domains, except in the general domain where there is no inconsistency between the two perspectives; and that they also depreciate general health, vitality, social functioning and emotional performance of the elderly health status, only not verifying disagreement of perspectives in physical functioning, physical performance, body pain and mental health. In the comparison of the dissimilarities between the differences of perspectives, the age of the informal caregivers reveals that younger informal caregivers depreciate significantly the social relationships of the elderly quality of life and that older informal caregivers depreciate significantly the vitality of the elderly health status.

Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia da Saúde e Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2014

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Fradique, Fernando Carlos Sepúlveda Afonso, 1957-
Contributor(s) Correia, Patrícia Tomás Nogueira da Silva
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents