Document details

Religiosidade, objectivos de vida e bem-estar psicológico em desempregados na meia-idade

Author(s): Gonçalves, Soraia Fernandes

Date: 2015

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/23349

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Desemprego; Religiosidade; Práticas religiosas; Bem-estar psicológico; Teses de mestrado - 2015


Description

O presente estudo pretende imvestigar a relação entre as variáveis tempo de desemprego, religiosidade e objectivos de vida com a variável bem-estar, em indivíduos desempregados de meia idade. Vários autores consideram que o desemprego é uma situação de privação das experiências benéficas que o emprego fornece, comprometendo o bem-estar (Feather, 1990a). Outros autores explicam o desemprego como uma situação geradora de stress, avaliada pelos indivíduos como uma situação que implica perdas e possíveis danos futuros (Feather, 1990). Os objectivos de vida são uma das dimensões com maior peso para o bemestar (Ryff & Singer, 2008), dado que permitem aos indivíduos ultrapassar as dificuldades com que se deparam ao longo da sua vida (Frankl, 1959 citado por Bronk, 2013a) e atribuir um significado ao sofrimento (Frankl, 2006). Assim, esta pode ser uma variável de importância para a compreensão da vivência do desemprego. A investigação acerca da religiosidade considera esta variável como contribuinte para o bem-estar dos indivíduos (Hood, Hill & Spilka, 2009c), podendo ainda funcionar como mecanismo de coping face a acontecimentos de vida stressantes (Dein, Cook, Powell & Eagger, 2011; Williams & Sternthal, 2007; Hood, Hill & Spilka, 2009c), como é o caso do desemprego. A amostra deste estudo é composta por 40 participantes residentes do concelho de Valença do Minho, de ambos os sexos e actualmente desempregados, com idades compreendidas entre os 40 e os 65 anos de idade. Verificou-se a existência de uma correlação positiva estatisticamente significativa entre as variáveis bem-estar e objectivos de vida. Não foi encontrada uma correlação significativa entre o Tempo de Desemprego e o Bem-Estar. Verificouse a existência de uma correlação negativa das variáveis Práticas Religiosas e Orientação Religiosa Intrínseca com a variável Bem-Estar. Neste estudo, as variáveis Objectivos de Vida e Orientação Religiosa Intrínseca são preditoras da variável Bem- Estar.

This study aims to examine the relationship between the duration of unemployment, religiosity and purpose in life with the psychological well-being, in middle aged unemployed individuals. Various authors consider that unemployment is a situation that deprives the individuals from benefiting from the experiences that jobs offer, compromising their well-being (Feather, 1990a). Other authors explain the impact of unemployment on well-being considering that this situation generates stress because it is assessed by the unemployed individuals as a situation that implies losses and possible future damages (Feather, 1990b). Purpose in life is one of the dimentions with greater impact on well-being (Ryff & Singer, 2008), because they allow the individuals to overcome the dificulties in their lives (Frankl, 1959, as cited in Bronk, 2013a) and offer a meaning to the suffering (Frankl, 2006). Considering this, purpose in life can be an important variable in the study of unemployment. Religiosity investigation considers that this variable contributes to the individuals well-being (Hood, Hill & Spilka, 2009c), and can be used as a coping strategy when facing stressfull life events (Dein, Cook, Powell & Eagger, 2011; Williams & Sternthal, 2007; Hood, Hill & Spilka, 2009c), such as an unemployment situation. The sample of this study is composed of 40 participants residing in the municipality of Valença do Minho, of both genders and currently unemployed, and aged between 40 and 65 years. A positive and statistically significant correlation was found between the variables Well-Being and Purpose in Life. We found no statistically significant correlations between Duration of Unemployment and Well-Being. We found a positive and statistically significant correlation between Purpose in Life and Well- Being. A negative and statistically significant correlation was found for Religious Practices and Intrinsic Religiosity with the Well-Being variable. In this study, Purpose in Life and Intrinsic Religiosity are predicting variables of the Well-Being.

Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2015

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Gonçalves, Bruno, 1950-
Contributor(s) Gonçalves, Soraia Fernandes
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents