Document details

Drusen do disco óptico

Author(s): Barbosa, Nuno César de Albuquerque Lopes Quintão, 1992

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/29330

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Drusas do disco óptico; Nervo óptico; Oftalmologia; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas


Description

Este trabalho aborda o tema "Drusen do disco óptico" - DDO. Ocorre em até 2,4% dos indivíduos apesar de muitos não serem identificados clinicamente. A sua patogénese não se encontra ainda bem esclarecida discutindo-se alguns dos possíveis mecanismos fisiopatológicos. É também abordada a história natural e a clínica dos DDO. Muitas vezes assintomáticos, podem passar despercebidos até que o exame oftalmológico os evidencie, devido ao quadro de instalação lento e progressivo, que pode progredir desprovido de sintomas, mesmo com perda do campo visual - CV. É importante o estabelecimento do diagnóstico diferencial, sobretudo com o papiledema. Vários exames complementares podem ser úteis, nomeadamente a Ecografia, a Angiografia fluoresceínica, a Tomografia computorizada orbitária, a Ressonância magnética e a Tomografia de coerência óptica - OCT. Os DDO podem complicar-se com neuropatia óptica isquémica anterior, neovasos subretinianos, oclusões vasculares e corioretinopatia central serosa peripapilar. Por vezes os DDO associam-se a outras patologias como a Retinite Pigmentar, o Pseudoxantoma elástico e estrias angióides ou o síndrome de Alargille. Não existe tratamento para os DDO, devendo no entanto as complicações ser tratadas. Documenta-se e discute-se o caso clínico de uma doente de 47 anos de idade sob terapêutica com hidroxicloroquina e quadro de pseudopapiledema por DDO.

This work addresses the theme Drusen of the optic disc. It occurs in up to 2.4% of the subjects even though many are not recognized clinically. As it's pathogenesis is not yet well understood we discuss some of the possible pathophysiological mechanisms. It is also addressed the natural history and clinics of DDO. Many asymptomatic patients can go unnoticed until eye examination, due to the slow and progressive installation frame, which can pass devoid of symptoms, even with loss of visual field. It is important to establish the differential diagnosis, especially with papilledema. Several complementary exams may be useful, including ultrasound, fluorescein angiography, orbital CT, MRI and OCT. The DDO can be complicated with anterior ischemic optic neuropathy, subretinal neovascularization, vascular occlusions, central serous peripapillary corioretinopathy. Sometimes DDO are associated with other pathologies such as retinitis pigmentosa, the elastic pseudoxanthoma and angioid streaks or the Alargille syndrome. There is no treatment for DDO, however complications must be approached. It is documented and discussed the case of a 47 old patient submitted to treatment with hydroxychloroquine and presenting pseudopapilledema due to DDO.

Trabalho Final do Curso de Mestrado Integrado em Medicina, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2016

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Pinto, Filomena
Contributor(s) Barbosa, Nuno César de Albuquerque Lopes Quintão, 1992
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents