Document details

Teaching english through movement : an aid to develop writing

Author(s): Lourenço, Carol Reis Nascimento, 1968-

Date: 2018

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/35062

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Crianças; Escrita; Ensino básico (1º ciclo); Língua inglesa - Estudo e ensino; Relatórios da prática de ensino supervisionada - 2018; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Ciências da Educação; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Ciências da Educação; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Ciências da Educação


Description

This work reports on the Supervised Teaching Practice of English to third grade students at a public primary school. It explains the lessons taught on the didactic unit My body and face, through which the basic face and body parts were covered, as well as the initiation to short and simple personal descriptions. The chosen teaching methodologies aimed at introducing the new contents through Total Physical Response and other movement activities, progressively leading the children to apply them to writing. Bearing this in mind, the teaching/learning of face and body parts was accomplished through a sequential format, beginning with movement to introduce the target vocabulary, followed by activities, which required the identification of the new words in flashcards. Finally, the sequence led to written worksheets or notebook exercises. The aim is to integrate motor activities in the young learner foreign language classroom as an effective means to heighten students’ motivation to learn English and develop skills, namely writing. Additionally, the advantages and disadvantages of implementing movement in the classroom are also considered. The students’ progress was determined through continuous assessment based on classroom exercises and observation. Their success was likewise confirmed through positive test results as well as through their favorable feedback concerning movement in the questionnaire, where they also expressed their desire to continue with this method in future English classes. Despite some initial setbacks in the sequential order of applying movement in the classroom, the overall objective was fulfilled. Using movement to motivate students to apply their knowledge into writing has great potential with young learners of English. Besides benefitting the teacher’s work, it also contributes to the students’ academic achievement. In view of this, it is suggested that the potential of the future application of this method and its further development should be considered.

Este relatório da prática de ensino supervisionada (PES) é dedicado ao tema Teaching English through movement: An aid to develop writing. A PES decorreu no segundo semestre do Mestrado em Ensino de Inglês no 1.º Ciclo do Ensino Básico, entre o fim de abril e o início de junho 2017, na Escola Básica Professor Oliveira Martins (POM) em Lisboa, que faz parte do Agrupamento de Escolas Patrício Prazeres (AEPP). Esta intervenção letiva realizou-se durante oito aulas de sessenta minutos cada, acrescida, no final, de uma aula de substituição por motivos da ausência prevista do professor de Inglês. O relatório é composto por um enquadramento teórico do tema, juntamente com os métodos de ensino selecionados e as articulações destes em sala de aula durante a unidade didática da PES. No relatório é também justificada a seleção do tema lecionado, bem como a sua adequação aos conteúdos de ensino e o seu enquadramento curricular, tanto ao nível da escola como ao nível dos documentos nacionais de referência. É feita ainda uma descrição dos alunos a quem a prática se dirigiu, ao nível dos seus interesses, comportamentos e aproveitamento académico, como também da escola onde esta teve lugar e a localidade onde se insere. Para além disso, as características dos alunos são também referidas juntamente com os traços gerais da comunidade populacional circundante, de modo a poder dar um melhor enquadramento do contexto em que as crianças estão. Segue-se a descrição das aulas lecionadas e uma reflexão destas à luz do tema e das metodologias adotadas. Este trabalho termina com uma reflexão geral resultante desta experiência e o contributo do mestrado, como um todo, para a futura prática profissional da mestranda. O tema do relatório foi selecionado em resultado da observação de várias aulas da turma 3ºA, entre outubro de 2016 e abril de 2017, como parte integrante da PES. Durante este período verificou-se uma passividade geral dos alunos face às atividades de aprendizagem. De modo a melhorar a dinâmica da turma, considerou-se proveitoso introduzir métodos que exigissem mais atividade motora por parte dos alunos, dinamizando assim o ambiente de aprendizagem. Para concretizar este objetivo, foi dada primazia a tarefas praticáveis através de movimentos, recorrendo ao Total Physical Response (TPR), do antigo professor de Psicologia James Asher (Asher, 2012). Ao estabelecer constantes diálogos interativos com os aprendentes foi também colocado em prática o método de ensino conhecido por Communicative Language Teaching (CLT), defendido por vários especialistas (e.g. Richards & Rodgers, 2001). Desta forma, foi explorada a comunicação oral elementar, o que é relevante por ser um ponto de partida para alicerçar futuras comunicações de grau mais complexo. Assim sendo, o relatório começa por apresentar no primeiro capítulo uma componente teórica no que concerne aos movimentos no ensino/aprendizagem, nomeadamente o TPR. Deste modo, apresentam-se os benefícios da implementação de atividade física em sala de aula, tanto como ponto de partida para a introdução de nova informação como na fase de consolidação. Abordam-se igualmente os benefícios desta forma de ensino/aprendizagem e como esta pode facilitar o desenvolvimento da compreensão oral, leitura, oralidade e, com especial ênfase, a escrita. Assim, explica-se a aplicação de movimento na sala de aula num âmbito sequencial de passos, partindo de suportes motores e gestuais, evoluindo para suportes visuais do mesmo conteúdo e, finalmente, culminando com a sua reprodução escrita. Ou seja, procurou-se estabelecer um fluxo de ensino/aprendizagem com uma determinada sequência, partindo do mais concreto para o mais abstrato, um processo explicado pelo psicólogo Jerome Bruner, conhecido pelo sequential principle (Bruner, 1975). Esta progressão de metodologias aplicadas teve como fim último conduzir as crianças à incrementação da escrita, para além de desenvolver a leitura, a oralidade e a compreensão oral. Adicionalmente, e de acordo com os profissionais da Pedo-psicologia, esta sequência adequa-se aos processos de aprendizagem das crianças nesta faixa etária. Também neste contexto, confrontam-se as vantagens e desvantagens de aplicar a atividade física em sala de aula. É relevante mencionar que aumentar o interesse e motivação destes alunos foi outra razão para a escolha desta técnica. Antes de passar às aulas propriamente ditas, no capítulo dois é feita a descrição do contexto escolar onde a PES teve lugar bem como dos alunos. A turma em questão era composta por vinte e sete crianças entre os oito e os dez anos. Estes alunos tinham níveis variados de sucesso académico, desde aproveitamentos acima da média até graus abaixo das capacidades típicas desta faixa etária. Os alunos refletiam naturalmente as realidades dos seus ambientes familiares, que muitas vezes se caracterizavam por situações de carência económica e por um número significativo de população imigrante. Estas comunidades de imigrantes aglomeram-se tendencialmente em comunidades restritas, muitas vezes não dominando a língua portuguesa, ou desconhecendo-a por completo, e normalmente possuem baixas habilitações académicas. Como consequência, alguns destes alunos não eram estimulados o suficiente nas tarefas escolares em suas casas, o que se refletia em sala de aula. É relevante igualmente referir que este agrupamento integra o programa governamental de Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP), visando em grande medida a prevenção do abandono, absentismo e indisciplina escolares. Passando para o capítulo três, neste é descrito as aulas cuidadosamente planeadas e implementadas tendo em conta a metodologia adotada. A escolha do tema central da intervenção letiva, My body and face, foi selecionado em articulação com a professora cooperante e o professor de inglês desta turma. O tema integrou o programa escolar e constou na unidade seis do respetivo manual de inglês, New Treetops 3 (Howell & Kester-Dodgson, 2015a). A unidade didática criada foi articulada tendo em mente as Metas Curriculares (Cravo et al., 2014) e as Orientações Programáticas (Bento et al., 2005), que remetem para o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (Conselho da Europa, 2001). Estas aulas procuraram respeitar as aquisições anteriores dos aprendentes de modo a garantir o respeito e a continuidade dos ritmos de aprendizagem. Desta forma, nesta unidade didática trabalhou-se, numa primeira fase, as partes mais simples do corpo humano (e.g. arm, hands. mouth, feet) e de seguida as descrições pessoais elementares com a estrutura have/has got (e.g. “I’ve got black eyes and long blond hair”). Iniciou-se ainda o vocabulário relativo à descrição de sentimentos como: sad; happy; angry; scared. Tendo em conta o tema do relatório, os exercícios aplicados foram sendo variados, desde tarefas de TPR, jogos de listen and say, flashcard pointing activities, a cantos com gestos. Outras atividades igualmente relevantes foram asfichas escritas como a Unscramble worksheet, a Description chart worksheet e exercícios escritos no manual de inglês e outros realizados nos cadernos. O progresso geral da turma foi avaliado através da observação direta, especialmente quanto às suas respostas orais e às atuações das atividades físicas. Consequentemente, algumas atividades foram readaptadas de acordo com o feedback das crianças. Por fim, o capítulo quatro do relatório termina com a apresentação e reflexão dos resultados do teste de avaliação e do questionário (que serviu de auto-avaliação), bem como com várias reflexões da experiência de ensino. Nesta parte são realçados os aspetos positivos e é também incluída uma reflexão sobre o porquê dos sucessos alcançados. Estes aspetos serão tidos em consideração em futuras práticas, o que contribuirá para a evolução profissional da mestranda e a aprendizagem dos alunos. As dificuldades sentidas, na forma de obstáculos, foram também alvo de identificação, tendo sido procurada uma explicação para alguns dos insucessos que foram constatados. Contudo, também foram sugeridas outras medidas para contornar essas mesmas dificuldades. Assim sendo, procurou-se assegurar sempre o objetivo a alcançar, que é o ensino/aprendizagem mais apropriado para as crianças, tendo em conta a sua própria motivação, de modo a promover o desenvolvimento global e não só o linguístico. Em suma, o presente relatório permite demonstrar que a utilização de movimentos em sala de aula com crianças do primeiro ciclo é vantajoso ao nível de ensino/aprendizagem, incrementa o seu interesse e auxilia no desenvolvimento das capacidades cognitivas. Conclui-se que esta abordagem deverá ser aplicada em futuras aulas.

Relatório da prática de ensino supervisionada, Mestrado em Ensino de Inglês no 1º Ciclo do Ensino Básico, Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2018

Document Type Master thesis
Language English
Advisor(s) Cavalheiro, Lili Lopes
Contributor(s) Lourenço, Carol Reis Nascimento, 1968-
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents