Document details

Estratificação vertical e efeito da fragmentação numa comunidade de morcegos (Chiroptera, Mammalia) na Amazónia Central

Author(s): Silva, Inês Maria Silva, 1989-

Date: 2012

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10451/7443

Origin: Repositório da Universidade de Lisboa

Subject(s): Mamíferos; Morcegos; Chiroptera; Amazónia; Teses de mestrado - 2012


Description

Tropical forests have a key role in the preservation of global biodiversity. Part of their extraordinarily high diversity is due to their high structural complexity, particularly at the vertical level. However, mainly due to difficulties in gaining access, the canopy remains one of the least known parts of tropical ecosystems. In the Neotropics, rampant deforestation and increasing fragmentation of habitats threaten the survival of many species. Bats (order Chiroptera), particularly Phyllostomidae, are considered excellent bioindicators due to their taxonomic, ecological and functional diversity. The main objectives of this dissertation were to assess the effects of forest fragmentation and to analyze the degree of vertical stratification in a Central Amazonian bat assemblage. Using mist-nets set at the understory and canopy level, we compared the assemblages in forest fragments of 1, 10 and 100-ha and in continuous forest at the Biological Dynamics of Forest Fragments Project (BDFFP) in the State of Amazonas, Brazil. Diversity and evenness were higher in continuous forest and the canopy, while dominance was higher in fragments and the understory.

Fragment size also had a clear influence on bat responses. Gleaning animalivorous bats were less abundant in smaller fragments, while nectarivores and frugivores increased in species richness and abundance in 1 and 10-ha fragments. There were no marked differences between the understory, sub-canopy and canopy strata, due to low bat captures in the canopy nets; however, there was a tendency for gleaning animalivores and frugivores to be more abundant in the superior strata (> 6 meters) on fragments than continuous forest. The findings from this study contribute to a better understanding of the effects of forest fragmentation and patterns of vertical stratification in Neotropical bat assemblages, and provide further evidence that, for an adequate inventory of local bat faunas, sampling should encompass all strata of tropical forests. As florestas tropicais têm um papel fundamental na preservação da biodiversidade global. Parte da sua elevada diversidade resulta da grande complexidade estrutural ao nível vertical. No entanto, devido a dificuldades no acesso, a canópia continua a ser uma das partes menos conhecidas destes ecossistemas tropicais. Nos neotrópicos, o desmatamento crescente e a fragmentação de habitats ameaça a persistência das espécies. Os morcegos (ordem Chiroptera), principalmente a família Phyllostomidae, são considerados excelentes bioindicadores devido à sua diversidade taxonómica, ecológica e funcional. Esta dissertação teve como objetivos a avaliação do efeito da fragmentação e a análise da estratificação vertical numa comunidade de morcegos na Amazônia Central. Através da utilização de redes-de-neblina, ao nível do sub-bosque e da canópia, compararam-se as comunidades presentes nos fragmentos de 1, 10 e 100-ha e na floresta contínua do Projeto Dinâmica Biológica de Fragmentos Florestais (PDBFF). A diversidade e equitabilidade foram superiores na floresta contínua e na canópia, enquanto a dominância foi superior nos fragmentos e no sub-bosque. Foi também evidente uma influência do tamanho dos fragmentos nas respostas dos morcegos ao nível específico. Os faunívoros recolectores foram menos abundantes nos fragmentos de menores dimensões, enquanto nos nectarívoros e nos frugívoros ocorreu um incremento de espécies e indivíduos nos fragmentos de 1 e 10-ha. Não foram observadas diferenças acentuadas entre os estratos sub-bosque, sub-dossel e canópia, devido ao número baixo de capturas com as redes de canópia; contudo, houve uma tendência para os faunívoros recolectores e os frugívoros serem mais abundante nos estratos superiores (> 6 metros) nos fragmentos do que na floresta contínua. A informação recolhida para este estudo permitiu conhecer melhor os efeitos da fragmentação e estratificação nas comunidades de morcegos neotropicais, sendo também evidente que, para uma caracterização adequada da quiropterofauna tropical, é necessária uma amostragem em todos os estratos das florestas tropicais.

Tese de mestrado. Biologia (Biologia da Conservação). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2012

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Meyer, Christoph
Contributor(s) Silva, Inês Maria Silva, 1989-
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents