Document details

Os estilos parentais e a qualidade de vida da criança

Author(s): Santos, Susana Marques dos, 1992-

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/11067/3694

Origin: Lusíada - Repositório das Universidades Lusíada

Subject(s): Pais e filhos; Parentalidade; Responsabilidade dos pais; Qualidade de vida


Description

A investigação que se segue tem como objetivo caracterizar e compreender a relação entre os estilos educativos parentais e a qualidade de vida das crianças e jovens de acordo com o modelo de ecológico de Bronfenbenner (1979).O estudo envolveu uma amostra de 296 pais e respetivos filhos, caracterizados por 205 indivíduos do sexo feminino e 91 indivíduos do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 24 e os 58 anos de idade e os seus respetivos filhos com idades compreendidas entre os 6 e os 16 anos. Deste modo, o estudo de caráter quantitativo envolveu a aplicação do questionário de estilos parentais designada por Embu-P e do questionário Kidscreen-10 para avaliar a qualidade de vida das crianças e jovens. Assim, os resultados obtidos na investigação revelam que 1) existem relações significativas entre os estilos parentais e a qualidade de vida da criança, 2) os estilos parentais podem ser considerados como elementos preditores de dimensões da qualidade de vida da criança, nomeadamente na dimensão emocional, traduzindo-se assim no estilo parental democrático, 3) fatores demográficos como a idade e o género podem ter igualmente influências nas variáveis em estudo. A investigação revela também que os estilos educativos parentais têm um papel importante na conduta e no desenvolvimento da criança.

The following research aims to characterize and understand the relationship between parental educational styles and children and young people's quality of life, according to the Bronfenbenner ecological model (1979). The study involved a sample of 296 parents and their children, characterized by 205 females and 91 males aged between 24 and 58 years and their respective children aged 6 to 16 years. Thus, the quantitative study involved the application of the parent-style questionnaire called Embu-P and the Kidscreen-10 questionnaire to assess the quality of life of children and young people. Thus, the research results show that 1) there are significant relationships between parental styles and children's quality of life, 2) parental styles can be considered as predictors of dimensions of the child's quality of life, especially in the emotional dimension, thus translating into the democratic parental style, 3) demographic factors such as age and gender may also have influences on the variables under study. Research also reveals that parental educational styles play an important role in the conduct and development of the child.

Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica, Universidade Lusíada de Lisboa, 2017.

Exame público realizado em 7 de Dezembro de 2017.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Gaspar, Tânia, 1977-
Contributor(s) Santos, Susana Marques dos, 1992-
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents